segunda-feira, maio 07, 2012

Nocturnas portas

Foto de Paul Boomsma


Portas, nocturnas portas , quando o que desejamos é um rasgão luminoso.
O vento da noite.

De olhos cerrados, num autocarro, até me perder. Vazio, indigente, puro, regresso suplicando compaixão. É tarde. O crepúsculo já pronunciou o seu nome e não sei onde fica a minha casa.
Rente aos muros , coração descalço, persigo o vento da noite, o murmúrio de uma voz.



Mário Rui de Oliveira
(in O Vento da Noite )

.

9 Comments:

Blogger poetaeusou . . . said...

*
gostei,
,
vento,
que nos agarra,
que nos amarra,
nas portadas,
nocturnas,
,
ventosas conchinhas,
ficam,
*

5:08 da tarde  
Blogger iris_esfenoidal said...

belo,

por quantos ventos nocturnos é o sentir
quando da noite apenas o silêncio.

e por silêncio:

http://www.youtube.com/watch?v=bea0ajKuKK4

10:45 da manhã  
Blogger Maré Viva said...

Na noite escura, o vento que nos fala em murmúrios, a angústia do vazio, a dor que não se explica...
Beijos.

11:41 da manhã  
Blogger Mar Arável said...

Perseguir o vento

Belo

10:38 da tarde  
Blogger © Maria Manuel Rocha said...

mais um belíssimo poema!

Mas, qureda Ana, gostava de te dizer Gostava de te agradeço as sempre gentis partilhas de poemas, tão belos e intensos.
E gostava de agradecer a todos os que, durante estes anos (quase a fazer 4) me visitaram, leram, gostaram ou não, comentaram, deixando palavras de apreço, bastante estimulantes para mim.
Mas, nesta fase da vida, sinto indisponibilidade várias não me permitem repartir-me por várias tarefas. E não tenho conseguido ler, visitar-vos nos vossas espaços da palavra (que saudade de vos ler!)
de vez em quando,.
Não digo «adeus», até porque de vez em quando ainda venho aqui, deixar um “post”, mas com muito menos assiduidade.
Então, digo “até já! E deixo um abraço poético,
Maria Manuel

12:19 da tarde  
Anonymous Luísa said...

"Portas, nocturnas portas , quando o que desejamos é um rasgão luminoso."!!! Belíssimo poema! Esperemos este "rasgão luminoso".... está já ali!! Beijinhos e muita força, amiga!

12:44 da manhã  
Blogger DE-PROPOSITO said...

De olhos cerrados,
---
E mesmo assim conseguimos ver tanta coisa.
---
Felicidades
Manuel

9:06 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
amiga destas estradas,
,
por aqui passei,
procurei,
e ventei
um vento novo, errei,
porem esperarei
e sei,
que algo, encontrarei,
um novo post, quando ? não sei !
,
conchinhas de amizade, deixarei !
*

4:30 da tarde  
Blogger Lmatta said...

gosto
beijos

11:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home