segunda-feira, abril 25, 2005

Uma réstea de luz


Foto de Chuva Vasco aqui


Desfeita que foi a teia,
perdidos todos os laços,
recordo em silêncio profundo
o sabor dos teus abraços.
Na noite que me envolve,
imóvel, sem respirar,
espero o nascer do dia,
aguardo um novo mar.

17 Comments:

Blogger Duarte said...

Um mar renovado virá até à encosta do mar, e com ela a serenidade que te envolverá em abraços de ternura.
É noite profunda, as trevas dominam, mas o sol nascerá com todo o seu esplendor. Um beijinho grande ;)

2:55 da manhã  
Blogger TMara said...

Por certo encontrarás o teu mar, onde possas mergulhar, repousar e renovar-te. Bjs e ;)

12:35 da tarde  
Blogger AS said...

Voa pela janela
De encontro a qualquer sol que te sorria
Asas? Não são precisas
Vais ao colo das brisas
Ao nascer de cada dia...

Um beijo

3:14 da tarde  
Blogger lique said...

E virá um novo mar, Ana! A vida renova-se desde que estejamos de coração aberto para ela. Beijinhos

3:53 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Como o mar, também a vida tem marés altas e baixas, o ciclo é eterno, se estiveres em baixo só pode acontecer uma coisa, vais subir...
Um beijo
Daniel

1:01 da tarde  
Blogger c.b. said...

bonito ana, nessa réstea de luz o mar inspira-nos a amar.

um beijo

1:23 da manhã  
Anonymous zezinho said...

E a cada nova maré não vem também nova esperança?
Muito bonito, Ana.
O meu beijo de ternura.

8:51 da tarde  
Blogger Duarte Temtem said...

Olá Ana,
Chego à tua encosta pelo desfiladeiro do meu conterrâneo e homónimo.
Os meus parabéns por este teu espaço; adorei estes teus versos.
Bjs

6:49 da manhã  
Blogger concha said...

"recordo em silêncio profundo
o sabor dos teus abraços"

Tão, tão bonito Ana!

6:54 da tarde  
Blogger TMara said...

o mar é sempre outro, smp renovado. E n/ espera, renova-se só. Devemos aprender com ele. E n/ esperar, qnd se n/ espera, acontece uma nova e fresca onda. Bjs e ;)

12:02 da tarde  
Blogger Cris said...

Lindo!... Deixo-te um beijo!

3:24 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Oxalá um mar descanse nos teu olhar entre a luz e a passividade das coisas poisadas.

Beijinhos
vento

11:27 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oxalá um mar descanse nos teu olhar entre a luz e a passividade das coisas poisadas.

Beijinhos
vento

11:27 da tarde  
Anonymous letrasaoacaso said...

Ana perdi o teu nº que terás de enviar de novo!
Desculpa-me por ser tão distraído!
Beijito

10:06 da manhã  
Anonymous N. said...

...um beijo a pensar em ti Ana # (não há estrela)

6:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Ana,

julgo que não nos conhecemos, mas o que me leva a escrever estas palavras é o facto de esta foto ser da minha autoria. Fiquei muito surpreendido por saber que alguém gostou do meu trabalho.
Parabéns pelo texto. Dei uma vista de olhos, "à flor da pele" pelo Blog, e gostei muito do que vi.
Parabéns e continua da mesma forma.

Chuva Vasco

3:03 da tarde  
Blogger Ana said...

Obrigada, Chuva Vasco, por me teres dado oportunidade de ilustrar da melhor forma possível, as pequenas palavras que aqui deixei.
Parabéns pelo teu trabalho.

6:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home