domingo, abril 26, 2015

Noite



Noite de folha em folha murmurada,
Branca de mil silêncios, negra de astros,
Com desertos de sombra e luar, dança
Imperceptível em gestos quietos.


Sophia de Mello Breyner Andresen
dia do mar 1947


1 Comments:

Blogger DE-PROPOSITO said...

Um mundo estático que nos quer transmitir tantas coisas.

Felicidades
MANUEL

5:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home