domingo, maio 08, 2005

Cadeia de Literatura

.
Recebi do Duarte a incumbência de dar seguimento a esta Cadeia de Literatura. Sem acreditar que as minhas opiniões e gostos tenham qualquer importância, aqui vai a minha contribuição, com pedidos de desculpas pela demora na resposta.

Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?
Se pudesse ser um livro, gostaria de ser aquele que abrisse, a quem o lesse, as portas que conduzem ao sonho e que transformasse a fantasia em realidade.

Já alguma vez ficaste apanhadinha(o) por um personagem de ficção?
Talvez a personagem que mais me impressionou tenha sido a personagem feminina de "Fazes-me falta" de Inês Pedrosa, por ser uma história de afectos que nem a morte consegue destruir.

Qual foi o último livro que compraste?
"Quatro caprichos" de António Franco Alexandre.

Qual o último livro que leste?
"Materna Doçura" de Possidónio Cachapa.

Que livros estás a ler?
"Obra completa de António Gedeão", não só a poesia, mas também narrativas e teatro.
"Memórias das minhas putas tristes" de Gabriel Garcìa Marquez.
"Mar absoluto/Retrato Natural" de Cecília Meireles.

Que livros (5) levarias para uma ilha deserta?
Não escolho livros, mas autores... e , sem dúvida, poesia.
José Régio
Jorge de Sena
Sophia de Mello Breyner Andresen
Eugénio de Andrade
David Mourão Ferreira
...

A quem vais passar este testemunho (três pessoas) e porquê?
Ao , porque me fascina a forma como escreve e a frontalidade e ironia com que defende os seus pontos de vista.
À Lique , de quem acompanho a escrita com a curiosidade de uma aluna atenta.
À Helena, pela sensibilidade dos seus textos e porque julgo que partilha comigo a paixão pelo mar.

6 Comments:

Blogger hfm said...

Ana

Obrigada pelo convite, pelas palavras e pela partilha do mar. Daqui donde te escreve ele estende-se ali na frente até ao Cabo da Roca!

Já respondi à cadeia podes ler num post dos dias anteriores.

Gostei de te ler.


Um abraço

2:18 da tarde  
Blogger Duarte said...

Olá Ana,

Os teus gostos e opiniões têm tanta importância como as de outros. Não tens que pedir desculpa pela demora. Esta é uma forma de revelarmos os nossos gostos nesta área, e quiçá, desvelarmos um pouco mais de nós. Gostei de te ler e do teu regresso a estas lides. Continua, porque da encosta, habituei-me a sorver poesia e palavras repletas do enlevamento do mar.
Um beijo

9:51 da manhã  
Blogger lique said...

Olá, Ana! Eu agradeço do coração a passagem desta cadeia, sobretudo pelas razões que dás. Amiga, aqui não há professores nem alunos. Há pessoas que se expressam à sua maneira e tu tens um blog em que a tua extrema sensibilidade é clara. Deves é escrever mais, tu própria. Eu já li algo escrito por ti e gostei muito!
Já respondi à cadeia e as minhas respostas estão em
http://eu-de-novo.blogspot.com/2005/04/cadeia-de-literatura.html

Obrigada e um beijinho grande.

9:27 da tarde  
Anonymous zezinho said...

Pela parte que me toca, o meu sincero obrigado.
Tenho um relacionamento contigo que reputo de´profunda e respeitosa amizade. Tudo farei par ser merecedor dela.
Tu mesma tens uma sensibilidade profunda. A "Lique" tem razão. Eu tb já li coisas tuas que são magníficas.
Um beijo minha querida a doce amiga!

10:04 da tarde  
Anonymous zezinho said...

Já dei seguimento à cadeia.
Beijitos, Ana.
PS Perdi de novo o contacto...malditas modernices com que não me entendo!

Beijito

11:41 da tarde  
Blogger Ana said...

Obrigada,Helena, por partilhares comigo o mesmo mar.
Obrigada, Lique, pelas palavras de estímulo.
Obrigada, Zé, pela resposta pronta que já fui ler ao teu blog.
Um agradecimento especial ao Duarte, por se ter lembrado de mim.

2:43 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home