domingo, outubro 23, 2005

Alentejo


Foto de autor desconhecido


Por breve tempo, mergulhei na planície. Afundei raízes na terra e abri ramos ao sol nascente.
Com a alma ávida de verde esperança, redescobri aromas e sabores.
No silêncio da noite, a lua inundou a minha cama, e, só para mim, desfilaram horas no sino da torre da velha igreja.
Enrolei-me numa manta de sonhos e adormeci a ouvir cantar a chuva.
Renovada, retomo agora a vizinhança do mar.

16 Comments:

Blogger Cristina said...

Olá Ana,
Pelo que me parece foste ao Alentejo....é lindo, gostaste?
:)
beijinhuu e um lindo domingo

6:37 da manhã  
Blogger AS said...

Querida Ana, estarei sempre perto daqueles de quem me habituei a gostar... mas preciso repousar uns dias...

Um beijo

5:28 da tarde  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Poema sereno e suave como as planicies do alentejo.

8:35 da tarde  
Blogger Su said...

gosto de planícies...transmitem -me paz....como as tuas palavras

jocas maradas

8:39 da tarde  
Blogger douglas D. said...

tuas cores...invadi-me delas.

9:37 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Texto poético com um conteúdo cheio, muito para além da beleza das palavras...
Um beijo
Daniel

9:58 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

Ana, tua poesia é raiz profunda, das que resistem ao tempo e nunca desiste de florescer. Gosto daqui.
beijo.

2:33 da manhã  
Blogger concha said...

Bem regressada ao mar!
(Gostei muito destas tuas palavras)
Beijinhos muitos

12:50 da tarde  
Blogger hfm said...

Sê bem vinda!

2:48 da tarde  
Blogger TMara said...

maravilha amiga. O Alentejo desencadeia tudo isso e fica em nós. Amo a minha terra. Boa semana. Bjs e ;)

3:07 da tarde  
Anonymous nina said...

uma maravilha Ana!
beijinho colorido:-)

5:24 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

"/...
Afundei raízes na terra e abri ramos ao sol nascente.
.../"
linda metafora-lindo poema-linda paisagem-lindo alentejo

6:01 da tarde  
Blogger Lmatta said...

Olá
Gostei da tua forma que "pintaste", escrevendo o alentejo.
Bereijinhos

6:18 da tarde  
Anonymous Pedro Camargos said...

Tenho muito gosto quando escreves. Mando um beijo pelos ventos do Atlântico.

8:15 da tarde  
Blogger Duarte Temtem said...

Como é bela a simplicidade da tua escrita Ana.
O mar aguardava-te. E nós também.
Bjs

1:43 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Ainda bem que gostaste do Alentejo. Bom gosto!assinado: um alentejano...

12:32 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home