domingo, abril 20, 2008

Casa Milà

Também conhecida como La Pedrera, é talvez a mais famosa casa projectada por Gaudí.


As suas linhas arrojadas causaram a maior surpresa na opinião pública da época. Para muitos as formas da fachada evocam as ondas do mar, mas o que não há dúvida é que Gaudí tomou a natureza como fonte de inspiração.


Uma das magníficas portas em ferro forjado, desenhadas por Gaudí.

As linhas onduladas da fachada.

Pátio interior com escadas que dão acesso aos andares superiores.


Os pátios interiores permitem uma iluminação natural dos vários apartamentos.

Terraço com originais esculturas que correspondem às saídas das escadas de serviço, a respiradores ou a chaminés.

As esculturas do terraço desta casa tornam-no um dos espaços mais surpreendentes de toda a sua obra.



Fotograma


Assim teria de se nomear um poema
isolado de todos os que estão escritos
ao longo do livro, de cuja leitura
resulta a sensação de movimento
da vida.



Joan Brossa
.

11 Comments:

Blogger Maria said...

Já não tenho palavras para dizer das fotografias.
Obrigada pela partilha...

Bom domingo, Ana
Beijinhos

2:49 da manhã  
Blogger rendadebilros said...

obrigada pelo convite . As fotos estão mesmo muito bonitas, porque os teus olhos assim as vêem. Engraçado que acabei de falar para Barcelona - já se está a tornar um hábito: ligo para lá e encontro em seguida as imagens da cidade vista por ti. Andas a querer fazer-me inveja , mas já tenho viagem marcada... para Junho... depois digo-te algo.

Beijos e bom domingo.

4:25 da tarde  
Blogger Luna said...

Gaudí, foi unico a adornar a natureza com uma beleza elaborada pelo homem, uma ersonalidade muito propria
beijinhos

11:27 da tarde  
Blogger hfm said...

Toda a casa me seduziu mas foi lá em cima que melhor a respirei.

9:46 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
acho fantásticas,
as esculturas do terraço,
,
conchinhas
,
*

2:03 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Ana,
lindo, lindo, lindo...

Beijos

5:13 da manhã  
Blogger un dress said...

espanto absolutO!

passaporte directo parao sonho, esta casa! :)

bom recordar!





beijO

7:31 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

pois é, também sem palavras, Ana...obrigado pela instigante viagem que partilhas. e belíssimo poema, essencial e completo em seus sensíveis versos. Beijo.

8:59 da tarde  
Blogger Guilherme F. said...

PAssei para te ler. As imagens, as palavras são um bálsamo.
Gostei de voltar
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

12:52 da tarde  
Blogger tulipa said...

AMIGA ANA
nem sei como te dizer...mas, azarada ainda e pouco(nao tenho acentos,estou a escrever num teclado da Noruega),lembras-te das minhas ultimas ferias?Egipto...maquina fotografica para o lixo!!!Agora, cheguei a Bergen na 2.feira pelas 22h e hoje - quarta-feira ainda nao tenho a minha mala,estou sem roupa,enfim...minha querida, sem comentarios!!!As bruxas andam a solta e para os meus lados, estou possessa.Ha alguem que nao quer que eu venha de ferias,mas consigo superar as invejas e os maus fluidos,estou aqui e isso e que interessa. Beijos.

8:12 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Amiga da Encosta

A beleza da cidade, vista por ti, ainda é maior, se isso é possível.

Beijinhosssss

10:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home