terça-feira, agosto 19, 2008

O rio atravessou a tua face




O rio atravessou a tua face
e não levou com ele
essa doçura triste que exaspera
os homens solitários.

Não sei se alguém te teve nas estrelas,
sei que o merecerias
se ter-te assim pudesse ser real.



nd
(Nuno Dempster?)

( encontrado no blogue As Musas Esqueléticas, agora lamentavelmente encerrado)



.

14 Comments:

Blogger Maria said...

Belíssimas palavras...

Um beijo, Ana

2:50 da tarde  
Blogger ~pi said...

rosto de a traves sar

veludos



~

9:44 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
sublime doçura,
a tua . . .
ao escolheres este poema,
,
doces conchinhas, deixo,
,
*

9:50 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Minha querida amiga, estes sete versos estão perpassados de doçura embora ela apresente alguma tristeza. E são tão belos!

Bem hajas pela sensibilidade e doçura que encontro nesta encosta com vista de mar.

Mil beijinhos

2:55 da tarde  
Blogger em azul said...

Muito bonito... é real nos sonhos!

3:20 da tarde  
Blogger lupussignatus said...

caudal

que

nos

afaga

a

pele

5:38 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Belos versos.
Um beijo
Daniel

10:36 da tarde  
Blogger Fernando Rodrigues said...

Muito bonito este poema miga

Quanto a fotos do meu blog podes tirar as que gostares

beijokinhas

Fernando

7:15 da tarde  
Blogger maria m. said...

suave, um pouquinho nostálgico e belo este poema, Ana.

um beijo.

6:07 da tarde  
Blogger Violeta said...

muito bonito!

7:12 da tarde  
Blogger Xinha said...

Embora triste.. é um poema muito doce !!
Bela escolha!!


Xi-coração

2:48 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

sensível, doce, humano...sinto muita falta daqui. beijo, Ana.

8:18 da tarde  
Blogger Alfazema Azul said...

Voltei para falar das minhas gentes, da minha terra, das memórias vivas e reais que perduram na minha alma e no meu coração.

Beijinhos

1:11 da manhã  
Blogger Amélia said...

Confirmo - o poeta é Nuno Dempster que escreve agora em a esquerda da vírgula-
http://esquerda-da-virgula.blogspot.com/

10:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home