sábado, outubro 29, 2005

Languidez





Tardes da minha terra, doce encanto,
Tardes duma pureza de açucenas,
Tardes de sonho, as tardes de novenas,
Tardes de Portugal, as tardes de Anto,

Como eu vos quero e amo! Tanto! Tanto!
Horas benditas, leves como penas,
Horas de fumo e cinza, horas serenas,
Minhas horas de dor em que eu sou santo!

Fecho as pálpebras roxas, quase pretas,
Que poisam sobre duas violetas,
Asas leves cansadas de voar...

E a minha boca tem uns beijos mudos...
E as minhas mãos, uns pálidos veludos,
Traçam gestos de sonho pelo ar...



Florbela Espanca

10 Comments:

Blogger Su said...

mais um belo poema de espanca
como sempre gostei de ler
e gostei da fotos os amores-perfeitos
jocas maradas

1:06 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Amiga Ana,
que lindos posts aqui foram colocados na minha ausência, passei agora para os ver.
Vou apenas comentar este último, pois «languidez» é o que eu sinto neste espaço de tempo entre o chegar de férias e «ter que regressar ao trabalho...»
Adoro toda a poesia que aqui nos trazes, além das belas fotos que as acompanhas, demostra o teu bom gosto, sempre.
Podes visitar-me no «meu cantinho» pois há umas inovações por lá, espero que gostes.
Beijokas e bom fim de semana.

2:21 da manhã  
Blogger Fernando Rozano said...

Ana, trazes Florbela e aqui é cada vez mais um pedaço da minha casa. beijinhos

2:23 da manhã  
Blogger Cristina said...

Olá Ana,
Desculpa a minha ausência, tenho andado mesmo ocupada sem tempo para as visitas dos amigos, mas vejo que tens aqui poemas lindo desde a ultima vez que aqui estive, e este da Florbela é maravilhoso, adoro os poemas dela....
tem um óptimo fim de semana
beijinhuuuu

4:22 da manhã  
Blogger TMara said...

umdos poemasde melancolia e não de exaltação de Florbela. Vai bem com o dia e o estado d'alma k o mm induz. Bjoca doce e bom domingo

7:55 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
De volta à Florbela... sentes como ela...
Um beijo
Daniel

3:46 da tarde  
Blogger lique said...

Languidez, mesmo. Quase vemos Florbela na sua amada planície! :)
Beijinhos

4:16 da tarde  
Blogger JPD said...

è muito bonito e está exemplarmente escrito só como a autora era capaz.
Bjs

6:20 da tarde  
Anonymous nina said...

ola Ana :)
belissimo poema da Florbela Espanca
é das minhas preferidas!
votos de uma boa semana .
muitos beijinhos

8:44 da tarde  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Estou aqui hoje para dizer, obrigada pela mensagem de felicitação que deixou no AQUI. Voltarei. Beijinhos.

10:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home