quarta-feira, agosto 01, 2007

Como as espigas




Finalmente (embora
saibas que não há
nem fim nem princípio) :
deves dizer ainda
que há uma rosa de espuma
no teu peito e que
o seu perfume
não se esgota. E que lá
também existe
uma fonte onde bebem
as flores silvestres. Mas não
humildes, como ias
chamar-lhes : altas
como as espigas
do vento, que no vento
se esquecem e que no vento
amadurecem.



Albano Martins



Estarei ausente da Encosta durante alguns dias. Deixo a porta aberta... espero não me demorar.

.

13 Comments:

Blogger Sophiamar said...

Ana Querida

Boas férias, com saúde, alegria, amigos, familiares...
Um poema lindo! Gosto muito do Albano Martins. Também tu tens uma rosa de espuma no teu peito cujo aroma chega até aqui. Tão bom!As flores silvestres são lindas e, neste momento, são elas que dominam a paisagem que vislumbro. elas e , lá longe, o mar.O que se avista da tua encosta.
Beijinhos . Muitossssss.Irei passando.

7:15 da manhã  
Blogger poetaeusou said...

*
as flores silvestres
*
revigorantes férias
*

8:45 da manhã  
Blogger Amaral said...

Flores como espigas, silvestres e amadurecidas pelo vento...

12:04 da tarde  
Blogger delusions said...

"ainda que há uma rosa de espuma no teu peito e queo seu perfume não se esgota." há flores e aromas assim. e_ternos perenes e permanentes,

gosto muito de albano martins.

até ao teu regresso*

11:30 da tarde  
Blogger Platero said...

Boas férias e que tudo corra sempre bem.

Um abraço

1:04 da manhã  
Blogger A.S. said...

Vim deixar-te um beijo... estava com saudades!

4:08 da tarde  
Blogger cm said...

...uma doces e felizes férias....e um optimo regresso

um abraço

2:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:56 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Querida Ana

Passei para reler o poema, saborear a tua encosta, dizer-te que tenho saudades e aguardo o teu regresso à encosta mais bonita que conheço.
Beijinhos

8:25 da manhã  
Blogger sonhadora said...

Cheguei!
Vim deixar-te beijinhos embrulhados em abraços com a alegria e amizade do costume.

4:32 da tarde  
Anonymous Bia said...

Não demora muito, amiga querida! Fica o tempo necessário para que não se esgote o perfume da rosa de espuma no teu peito, e também para que o vento possa amadurecer as espigas... tudo a seu tempo!

Que as férias estejam te trazendo o cantar de um belo pássaro, o desabrochar de uma linda flor, o brilho intenso de uma estrela, o calor de um raio de sol, o suave farfalhar das folhas nas árvores, o vôo leve de uma borboleta, o canto doce de um riacho... enfim, que teu coração seja mergulhado no lago da POESIA, para que, quando retornares, tu possas nos trazer os belos versos do teu caminhar.

Ficam pétalas perfumadas, um beijo no teu coração, e meu carinho.

4:40 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Junto à tua porta, espero por ti, pois és uma das luzes...
Um beijo
Daniel

3:54 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

As saudades apertam, Ana. Aguardo o teu regresso. Sinto falta das tuas doces palavras.
Beijinhos

9:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home