quinta-feira, maio 29, 2008

No cortejo das sombras

Foto de Sistermoon


No cortejo das sombras
incapaz de te encontrar
tão irreal que és,
como uma manhã de nevoeiro
ou uma rua deserta,

no cortejo da sombras
distingo
o pavor de te desconhecer.


Luís Quintais

.

12 Comments:

Blogger Amaral said...

Obrigado, amigos todos, pelas palavras que me deixaram naquela centena de visitas.
Bem-hajam! Vamos dar as mãos... e sorrir à Vida!

11:03 da manhã  
Blogger Sophiamar said...

Um poeta que não me lembro de ter lido. Confesso o meu desconhecimento. E gostei tanto!
Neste blog, tudo é bonito!

Beijinhos mil

Bem hajas!

1:34 da tarde  
Blogger Maria said...

Não conhecia este poeta...
Obrigada pela partilha, é um poema lindo....

Beijo, Ana

3:20 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
a essencia do dilema,
,
conchinhas
,
*

4:54 da tarde  
Blogger O'Sanji said...

Feliz de te ver de volta.
Beijo

1:36 da manhã  
Blogger Odilon said...

No jogo das sombras conhecer e desconhecer se misturam e confundem o real e o irreal.

1:50 da manhã  
Blogger Carminda Pinho said...

Um poeta desconhecido para mim.
Um poema bem escolhido.
Vou tratar de conhecer o autor.:)
Beijos e BFS

4:23 da manhã  
Blogger scaramouche said...

:)

gostei.

scaramouche.

5:48 da tarde  
Blogger ~pi said...

: a estátua

vagarenta

que fiz

de

ti


~

5:53 da tarde  
Blogger Multiolhares said...

Quando as sombras se desvanecem o real fica desperto aos nossos olhos
bj

11:16 da tarde  
Blogger tulipa said...

SONHAR é um direito que todos temos.
Eu «sonhei» um dia ter uma «menina», demorou 47 anos a chegar, mas...veio a «menina» que é a luz dos meus olhos.
Convido-te a veres este MOMENTO PERFEITO «Especial».

Tudo de bom para ti.
Um abraço.

8:51 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Passei para ler a 1º página e afinal li que me fartei.
Alguns poetas que não conhecia.
Vejo que, aqui, há muita coisa variada.
Bom fim de semana

1:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home