segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Gota de água


Foto de Óscar Fonseca aqui


Eu, quando choro
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
As lágrimas são as minhas
mas o choro não é meu.


António Gedeão

4 Comments:

Blogger hfm said...

A sabedoria de Gedeão.

2:02 da tarde  
Blogger AS said...

... a limpidez incólume de uma gota de água, como o orvalho da noite suspende numa frágil folha, onde o sorriso fica preso para não rolar definitivamente sobre os escombros...

Um beijo

7:38 da tarde  
Blogger concha said...

Muito bonito!
Mas eu quando choro acho que o choro é tão meu!

9:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Podemos esquecer com quem rimos, mas, nunca esquecemos com quem chorámos.

Beijinhos
vento

11:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home