domingo, maio 29, 2005

Incerteza


Foto de Miguel Almeida aqui


Dos dias felizes de outrora
teci uma manta azul de memórias,
viagens imaginárias que nunca fizémos,
tardes serenas junto ao mar,
o brilho nos olhos.
Guardei-a , dobrada, em gavetas de cristal,
como tesouro intocável.
Depois, abri a janela ao luar,
às límpidas manhãs,
aos poentes dourados.
O melro voltou a cantar
nos arbustos do jardim.
Da encosta avisto novos horizontes
de contornos ainda indefinidos.
E julgo que sobrevivi.

11 Comments:

Blogger AS said...

As memórias são passado que não vem
Fala doutro luar, doutra pureza
Tens outro horizonte, outra certeza
Leva o olhar da vida mais além...

Um beijo

5:59 da tarde  
Blogger TMara said...

Talvez o futuro seja um outro passado revisitado. Boa semana. Bjs e;)

9:23 da manhã  
Blogger lique said...

É bom abrir a janela e a vida a tudo o que de bom entra por ela. O passado pode ser apenas isso mesmo que dizes: um "tesouro intocável". Beijinhos, Ana. Estou de volta.

8:08 da tarde  
Anonymous zezinho said...

Folgo saber que deixas entrar a Luz.
Olá Ana. Eu, já com muitas saudades de uma boa conversa..
Beijinho

10:40 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Que a saudade te catapulte para o devir...
Um beijo
Daniel

10:51 da manhã  
Blogger Cerejinha said...

Nem de propósito para o dia de hoje...não teria escrito de outra forma...

11:27 da manhã  
Blogger bin_tex said...

Ana já fazes parte da Fauna:)

Abraço,

Bin

6:52 da tarde  
Blogger Carlos Barros said...

como se foge..e será que se foge? e porue se faz isso...gostei.

10:53 da tarde  
Blogger Duarte said...

Olá Ana,

Guarda o manto na gaveta de cristal da tua memória, e procura sorver vivências, inspira a vida que em teu redor parece fervilhar, saudando-te; novos horizontes que se pincelam para ti... vai! Guarda a saudade, os bons momentos que fruiste, mas segue sem vacilar, por encostas ou desfiladeiros, encontrarás pessoas que te amparão. Todos juntos sobreviveremos, e novos palcos, novas metas, novos horizontes se depararão no nosso mundo. Só devemos estar atentos, mas com a tua sensibilidade, não tenho dúvidas que estarás à espreita ;)
Desculpa me ter alongado tanto :)
Bjinhos**

10:05 da tarde  
Anonymous zezinho said...

O meu cunhado anda com a mania das fugas!!

Li o comentário do carlinhos (que é meu cunhadão)

Ana, tenho saudades de te ouvir. A verdade - perdão - é que voltei a perder o teu nº!

Hoje irei jantar com os colegas de trabalho.
Aí pelas 22 horas estarei já em casa. Poderás enviar uma sms para falarmos um pouco?
Baci, minha amiga!

7:20 da tarde  
Blogger AS said...

Um beijo e bom fim de semana

3:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home