quarta-feira, outubro 25, 2006

Enquanto prometemos o dia da coragem




1.

Não sei como se adivinham
tempestades. No fim de uma estação
as borboletas morrem e o vento quebra
em varandas altas. É por trás dos vidros
que nos defendemos contra todas as
surpresas.
Morremos de antemão. E já sob trovoada
assombra-nos o voo dos pássaros à chuva.



Carlos Poças Falcão

9 Comments:

Blogger Cristina said...

Olá,
Hoje venho aqui fazer-te um convite especial. Criei um blogue para todos participarem, basta mandar-me uma foto do teu automóvel, e irei criar um "chain" dos pópós de todos os amigos. Vou fazer conta contigo!
beijinhu
:)

12:06 da tarde  
Blogger AS said...

O nosso lugar, a nossa paisagem, continuamos a vê-la no escuro quando se regressa... apesar da tempestade...


Um beijo Ana...

1:08 da tarde  
Blogger firmina12 said...

sinto este poema penamente e há muito tempo não me sentia tãi provocada

4:30 da tarde  
Blogger hfm said...

Há muito que um poema que não conhecia me dizia tanto!

6:05 da tarde  
Blogger Lmatta said...

lindo poema
diz muito
beijos

7:15 da tarde  
Blogger Amaral said...

Por detrás dos vidros, as surpresas da vida são aos milhões...
Mas o voo dos pássaros à chuva é das coisas mais belas a que assistimos...

12:10 da manhã  
Blogger Kalinka said...

ANA, FUI AGORA MESMO AO KALINKA E VI-TE LÁ, MUITO OBRIGADO PELA TUA PRESENÇA.

É por trás dos vidros que nos defendemos contra todas as
surpresas...e são mesmo muitas!!!

Amanhã - 2ª feira, um dia importante sobre uma decisão a nível profissional, está a incomodar-me e deixa-me ansiosa!!!
Vai ser complicado dormir esta noite...como precisava de desabafar contigo.
Vou ter Fé e Esperança que a Justiça seja feita.
Beijo Amiga.

11:41 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Pássaros à chuva?... raro... :)
Um beijo
Daniel

8:45 da manhã  
Blogger Heloisa B.P said...

"Morremos de antemão. E já sob trovoada
assombra-nos o voo dos pássaros à chuva."
*************************
**************************
*******************************APENAS, UM ABRACO!
*O POEMA* FALA POR SI*!
FOTO:ESPECTACULO!
*************************Heloisa
***********************************

12:20 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home