segunda-feira, janeiro 21, 2008

Amizade (virtual?)



"A palavra Virtual – que vem do latim medieval Virtuale ou Virtualis, tendo mantido seu radical no latim Virtus (que significa virtude, força, potência) – é apontada na língua portuguesa, entre outras definições, como:
- O que existe como faculdade, porém sem exercício ou efeito atual
- Que não existe como realidade, mas sim como potência ou faculdade
- O que é suscetível de se realizar, potencial, possível
- Que eqüivale a outro, podendo fazer as vezes deste, em virtude ou atividade
- O que está predeterminado, e contêm todas as condições para sua realização "


Este é um dos resultados de uma pesquisa feita no Google sobre o significado da palavra "Virtual". Verifiquei que há várias opções sobre o significado desta palavra, conforme o contexto em que é utilizada. De qualquer modo, não fiquei elucidada sobre se se pode aplicar a sentimentos e , concretamente, à amizade.

Vem isto a propósito da atribuição que me foi feita do Prémio "Amitié Virtuelle", pela Sophiamar do A ver o mar... e pela Maria do O cheiro da ilha.


Seria impossível não ficar sensibilizada e agradecida pela atribuição deste prémio. A Amizade é um bem raro, que se deve cultivar . Não concordo , no entanto, em atribuir-lhe a categoria de virtual. As afinidades que se vão criando na net, entre pessoas que nunca se viram, e possívelmente nunca se verão, geram um sentimento que é bem real. O facto de nunca nos termos olhado , não impede que julgue conhecer as pessoas, com quem me cruzo na blogosfera ,de uma forma mais intensa do que a muitas que vejo todos os dias. Julgo não me enganar ao dizer que sei aquilo de que gostam, aquilo que pensam sobre determinados assuntos. Julgo que encontro, entre mim e algumas dessas pessoas, formas semelhantes de olhar a vida, e interesses idênticos. As palavras, que me deixam como comentário, são um reflexo do seu interior. Assim se gera um sentimento real de amizade. E sei que, no caso de necessidade de ajuda , ela virá sempre, nem que seja num simples "smile" , ou em meia dúzia de palavras de estímulo.

Obrigada, amiga Sophiamar. Obrigada, amiga Maria. A vocês duas, por este prémio que me atribuíram, e que retribuo com igual amizade. Obrigada, também, a todos os outros que passam com regularidade pela Encosta do Mar. Podem crer que a vossa presença contribui para tornar os meus dias mais brilhantes.

.

AMIGO


Mal nos conhecemos

Inaugurámos a palavra Amigo!

Amigo é um sorriso

De boca em boca,

Um olhar bem limpo

Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,

Um coração a pulsar

Na nossa mão!

Amigo (recordam-se, vocês aí,

Escrupulosos detritos?)

Amigo é o contrário de inimigo!

Amigo é o erro corrigido,

Não o erro perseguido, explorado.

É a verdade partilhada, praticada.

Amigo é a solidão derrotada!

Amigo é uma grande tarefa,

Um trabalho sem fim,

Um espaço útil, um tempo fértil,

Amigo vai ser, é já uma grande festa!



Alexandre O'Neill

.

É esta festa que partilho com a Sophiamar de A Ver o Mar... e a Maria de O Cheiro da Ilha . Com elas encontro afinidades e partilho gostos e emoções. E entre nós germinou a Amizade, bem real.

O mesmo acontece com o Amaral de Laramablog , o Daniel de Humores , a Helena de Linha de Cabotagem , a Kalinka de Kalinka , a Lena de Cabana de Palavras , a Maria M. de Blog com palavras ao fundo , a O'Sanji de Plan(o)alto , o Platero de Click Portugal , o Poeta de Poeta eu sou e o Spectrum de PostScriptum .

Refiro, apenas, aqueles que há mais tempo me acompanham, e não esqueço alguns que hoje se encontram afastados da blogosfera, mas que persistem na minha memória, como o Albino de Poliedro e a minha amiga Heloísa de que, infelizmente, perdi o link do blog.

É com todos vós que a solidão é derrotada.

.

14 Comments:

Blogger Sophiamar said...

A amizade não se agradece, retribui-se. Conta sempre comigo.Desde a primeira vez que aqui passei, senti que não mais podia deixar de te vir ler. Porque ambas gostamos de poesia, porque ambas gostamos de semear afectos onde encontramos terrenos férteis, porque ambas gostamos do mar, porque ambas privilegiamos a amizade, partilhamos momentos que, apesar de não nos conhecermos, serão inesquecíveis.
Deixo-te mil beijinhos, doce Ana de amizade que não pode ser, não é virtual.

11:58 da tarde  
Blogger Maria said...

Querida Ana

As pessoas são o que escrevem, ou o que escolhem para colocarem aqui nos blogues (falando do virtual). É aí que se criam as afinidades. Por sabermos que sentem o que escrevem e escrevem o que sentem, por sensibilidades outras que podem ser fotografias ou outros autores.
É assim, comigo. Desde que entrei aqui e me cruzei contigo o teu blog ficou nos "favoritos". e continua. Não perguntes porquê. Pode ser pelo amor ao mar.
e olha que o amor ao mar é um amor enorme.....

Gostei do poema o O'Neill que aqui deixaste.
Muito obrigada!

Beijinhos

1:03 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
O teu texto fez-me pensar que muitas amizades aqui não têm nada de virtual, são mesmo reais!
Obrigado por te lembrares de mim neste carinho.
Um beijo
Daniel

9:40 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
ana
,
ao receberes uma nomeação,
de quem te atribuiu,
é desde logo, uma honra.
,
a tua listagem é sublime, talvez
destoando a minha inclusão,
,
ao agradecer-te,
envio-te jinos,
em vagas de gratidão,
,
*

12:14 da tarde  
Blogger Bloga Comigo said...

Talvez tenha vindo para ficar se quiseres blogar comigo. Eu quero blogar contigo.
Bjos

4:55 da tarde  
Blogger Amaral said...

Obrigado pelas palavras que soubeste encontrar "em ti" para expressares o que sentes e para englobares outros mais que há muito te acompanham e lêem.
A amizade "virtual" poderá ser uma novidade que a informática criou, mas é também verdade que muitas amizades bem fortes têm brotado deste novo modo de comunicação.
Esta partilha de ideias, de mensagens, de sentimentos (sim!), provoca uma onda que contagia muita gente anónima, muita gente que não se conhece, que dá e recebe, mutuamente, e com isso faz deste espaço uma festa...

1:04 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Minha Querida Amiga
que dizer depois de todos estes génios deixarem os seus comentários...de forma magnífica.
Tudo o que dizem, concordo com eles e...sabes que entre nós, de virtual passou mesmo a real.

Sinto-me bem sendo tua Amiga na realidade.
Também fico muito feliz e grata por saber que a minha presença contribui para tornar os teus dias mais brilhantes.
Muito obrigado pelo prémio!!!
Farei o agradecimento em post próprio, lá no kalinka.
Hoje, convido-te para vires ter comigo e COMEMORAR...

Beijo c/pitada de Esperança.

8:43 da manhã  
Blogger maria m. said...

Ana, fiquei muito sensibilizada com as tuas palavras.
o gosto pela poesia (pelas tuas escolhas) e pelo mar identificou-me de imediato com este espaço, contigo. obrigada por achares que te trago também algum contributo.
a mim, trazes muito.

bjinhos.

2:59 da tarde  
Blogger Márcia said...

è mesmo assim, Ana.

Um beijo do lado de cá do mar, onde é verão.

1:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Um ABRAÇO-MAR


***maat

11:52 da manhã  
Blogger Bloga Comigo said...

Poesia, uma outra encosta da vida. A outra, a amizade. Mas há mais.
Talvez já tenhas lido o livro de hoje.
Bloga comigo.
Bjos

2:46 da tarde  
Blogger Duarte said...

Olá Ana :)

De facto a amizade pode estabelecer-se pela partilha, que, apesar de ser virtual, no caso da blogosfera expõe sentimentos e intimidades, daí concordar contigo que o sufixo "virtual" não deve pretender retirar o significado da amizade, antes reforçar esse sentimento. "Derrotar solidões", gostei! :) Beijos

5:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A amizade não é apenas a subtileza da espuma sobre o mar. Amizade, também não é liberdade simulada a fugir escorregadia por entre os dedos dos sem abrigo.
Amizade é uma sensação mais forte que arranca os corações para os desfazer em pó. Depois, transforma-os em apenas um e deixa-o cair do céu. Por fim respira-lo. Só.

9:06 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Olá Ana
Voltei às letras do Alfabeto...e, não escrevi nem metade do que me veio à cabeça...pois, mesmo assim o post ficou longo, não é que me agrade, mas tinha que escrever sobre Jodie Foster, Jamaica, João Pedro Pais, etc...peço desculpas...
sei que muitas das vezes não há tempo para ler posts longos, mas por isso mesmo é que o coloquei num sábado, quando penso haver mais tempo para alguma leitura mais aprofundada.
E...não me referi aos «Jardins Proibidos» - música que gosto imenso!!!

Bom domingo.
Descansa!

4:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home