quarta-feira, dezembro 19, 2007

Receita para um Natal


Primeiro, ficar parado
durante um momento, de pé
ou sentado, numa sala ou mesmo
noutra dependência do lar.
Depois preparar
os olhos, as mãos, a memória
e outros utensílios indispensáveis. A seguir
começar a reunir
coisas, por ordem bem do interior
do coração e do pensamento:
a ternura dos avós, uma mancheia;
rostos de primos distantes, uma pitada;
sons de sinos ao longe, quanto baste;
a recordação de uma rua, uns bocadinhos;
um velho livro de quadradinhos,
duas angústias mais tardias, alguns restos de azevias,
a lembrança de vizinhos ainda vivos mas ausentes
e de uns já passados.
Quatro beijos de seres amados ou de parentes,
um cachecol de boa lã cinzenta aos quadrados
e um pouco de azeite puro e fresco
igual ao que a mãe usava noutro tempo saudoso.
Mexe-se bem, leva-se ao forno
e fica pronto e saboroso
- mesmo que , nostálgica, se solte uma pequena lágrima.


Nicolau Saião

.

16 Comments:

Blogger Maria said...

Nostálgica, fico.....
Não gosto desta época, de como é nos dias de hoje.
Mas tenho que confessar que é impossível ficar indiferente às luzes, às bolas, aos presépios, às palavras, ao calor aqui, na net...

Beijinho

1:34 da manhã  
Blogger Ana said...

trago-te mais uma estrelinha de coração.

2:22 da manhã  
Blogger Amaral said...

Muito mais do que quatro beijos, quero aqui deixar, para além deste poema que escolheste hoje.

Que este seja um Natal diferente, com saúde e muita paz. E que ele faça despertar em todos nós a consciência de que somos, na Unidade, a manifestação individual da Vida.
Um Feliz Natal, cheio de Compreensão, de Alegria e Amor.

11:10 da manhã  
Blogger hfm said...

Preparando o Natal desejo que esta encosta e este mar continuem como um dos meus blogues de referência.

Bom Natal e o melhor para 2008.

12:23 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Quatro beijos da amiga que não sendo parente te tem como companheira indispensável desta caminhada.
Um bom Natal e que o Novo Ano te traga tudo quanto desejas. Eu desejo poder vir ao teu encontro nesta encosta que tanto estimo.

Mais mil beijinhos

2:00 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

preservar na memória momentos de pura magia, ainda que em pensamentos, com pessoas que nos são esenciais torna a vida mais feliz. obrigado, Ana, por essa Encosta, verdadeira, sensível, humana e próxima. Felicidades. Beijo.

7:32 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Eis aqui uma receita cheia de ternura e amor.
Ana, que o Natal seja bem passado na companhia daqueles que ama, embora as ausências quase sempre aconteçam...
Um 2008 cheio de coisas boas!

Beijos, muitos.:)

12:27 da manhã  
Blogger Cristina said...

Uma linda receita ...

............*
...........***
..........*****
.........*Feliz*
........*********
......************
.....******Natal****
....****************
...******************
..********************
..........****
..........****
..........****

Um feliz Natal para ti e para os teus...
Que o Natal te traga muita alegria e harmonia...

Volto depois do Natal,
muitos beijinhus
:)

12:41 da manhã  
Blogger maria m. said...

uma bonita receita com um gostozinho a nostalgia.

já aqui ficam os meus votos de Boas Festas e, principalmente, de um 2008 pleno de poesia, esperança e momentos bem felizes!

1:56 da manhã  
Blogger Guilherme F. said...

PAsso para deixar um polen, para agradecer as palavras; para desejar que fiques bem.
bj
Gui

10:32 da manhã  
Blogger lisboeta said...

Este comentário foi removido pelo autor.

3:46 da manhã  
Anonymous Jo said...

Esta "Receita para um Natal" trouxe-me à memória natais de outros tempos...
A loucura ao colo de meu pai através de um corredor enorme rumo à cozinha, cuja porta estava estrategicamente fechada para aumentar "o suspense", ... a enorme chaminé com o sapatinho deixado na noite de 24 ... a minha Lélé nova (uma matrafona de trapos que todos os anos era substituída por outra congénere e sempre homónima) ... um porta-moedas com o meu cartão de sócia do Clube Futebol Os Belenenses ... uma chávena-almoçadeira que prontamente foi tirada das minhas trémulas mãos pela minha homónima avó ... umas pantufas cinzentas, com um pompom grande, fofinho e uma sola de espuma que se tornaram nas minhas primeiras sapatilhas-de-ponta ... o meu gira-discos portátil que fez furor nas festas de adolescente na Ericeira aquando das férias ... os LPs do Paul Anka, Neil Sedaka, Ricky Nelson, Cliff Richard, Salvatore Adamo ...
Mais tarde a chaminé ficou para trás... a árvore de natal acolhe na sua base as prendas... uma teve, aos "seus pés", algo que eu já tinha perdido a derradeira esperança de poder receber - um fabuloso "babygrow" oferecido por minha mãe para a neta que haveria de nascer... Foi esse um Natal bem feliz...
Agora, foi-se a chaminé e com ela a minha infância e adolescência feliz... a minha avó... os meus pais...
Ficou ainda uma caixinha de prata que teima em manter recordações de amor que se foi...
Mas fica a moderna e estilizada árvore de natal com as prendinhas para o enorme amor da minha vida - a minha filha - e para outros amores meus - os meus amigos e o meu cão... :-)

Bom Natal para ti minha querida mAna, precioso presente não natalício que a Vida me ofereceu.
Jo

3:50 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Minha Querida Amiga

Deixo-te uma bela poesia, de Fernando Pessoa:
Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.
E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.
Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.
Deixo sentir a quem a quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

É caso para dizer, também tenho os pés gelados.
Votos de Festas Felizes.
Beijos.

8:58 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
um velho livro de quadradinhos,
,
-- velhos/aindanovos, os meus...
,
conchinhas
*

3:05 da tarde  
Blogger Maria Luar said...

Que o Deus Menino renasça em cada coração com Paz, Amor, Verdade, Honestidade, Igualdade, Liberdade, Amizade...

Abracinho

5:25 da tarde  
Blogger un dress said...

A seguir
começar a reunir
coisas, por ordem bem do interior
do coração e do pensamento:

belo receituário...:)




beijO

8:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home