segunda-feira, janeiro 28, 2008

Uma troca simples de mãos para que a melodia vingue



Uma troca simples de mãos para que a melodia vingue
no andamento em que nos reconhecemos.
Uma fracção de tempo, um disparo
para que se entreteçam as pedras, os blocos de fogo.

Hoje disponho o mar ante os teus olhos, a tempestade,
a crueza sistemática das coisas, essa chuva que arde
neste efémero instante
que corta a costa, a barra, o farol.

De onde venho? Correspondo a que uivo
nesta solidão entre o abismo e coisa nenhuma?



Amadeu Baptista


Depois de uns dias em que a tempestade rugiu, volto à encosta esperando que a melodia vingue.
.

15 Comments:

Blogger Maria said...

Excelente poema, belíssima foto...
... e eu acredito que a melodia vai vingar...

Beijinhos

1:42 da manhã  
Blogger hfm said...

Belo regresso!

12:20 da tarde  
Blogger O'Sanji said...

Aqui estás de novo! :))

8:28 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
entre o abismo
e
coisa nenhuma,
não há farol que nos guie,
,
conchinhas
,
*

9:58 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Só pode vingar... mesmo.

Beijos

3:56 da manhã  
Blogger Amaral said...

Vai vingar a tua melodia!!!
Porque não havia de vingar, com essa encosta sempre alerta e bem disposta?...
Um poema que fala do uivo ou da solidão ou do abismo ou de outra coisa - enriquece a encosta, tal como a poesia mais alegre que o poeta inventou...
A tempestade foi-se... veio a bonança, tal como sempre sucede!...

11:12 da manhã  
Blogger Adriana said...

Fiquei muito feliz por ter lido meu blog ,vou esperar novas visitas.Aguém que posta coisas tão belas quanto você tem que ser muito especial.Poema lindo,e foto belíssima.Beijos ,bom dia.

9:54 da manhã  
Blogger ContorNUS said...

Certamente que sim...

...gostei muitoooo...

10:33 da manhã  
Blogger maria m. said...

naõ conhecia Amadeu baptista. gostei muito do poema!

3:15 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

De onde venho?
---------------
_E para onde vamos?... A incógnita, consequência de se ter nascido.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

5:23 da tarde  
Blogger ~pi said...

seguir hoje


o vento


:a remar o mar



e a norte



:sub levar o



corpo






múltiplo de excessos


a ba lan çar ~

7:45 da tarde  
Blogger ~pi said...

:)

7:45 da tarde  
Blogger un dress said...

vingou: estou a ouvi-la no farol!






.beijO

11:51 da tarde  
Blogger Spectrum said...

lobriga-se no farol. vingou.
beijo

2:14 da tarde  
Blogger lamia said...

Vingará, com certeza, como todas as Primaveras. Fresca, suave, perfumada.

4:48 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home