quinta-feira, janeiro 22, 2009

Amigo



Como acredito que, mesmo na blogosfera, se geram afectos, aqui deixo o selo que , com gratidão, recebi da minha amiga do Cata-Vento . Obrigada pelo carinho com que mo atribuíste. Obrigada pela tua presença constante, pelas palavras de estímulo e amizade.
Fica à disposição daqueles que por aqui passam e que, com os seus comentários, permitem que a Encosta do Mar vá continuando a ser este espaço de partilha da poesia que embeleza os meus dias.

Hoje escolhi este conhecido poema , porque o associo a todos vós.


Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra "amigo".

"Amigo" é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração a pulsar
Na nossa mão!

"Amigo" (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
"Amigo" é o contrário de inimigo!

"Amigo" é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.

"Amigo" é a solidão derrotada!

"Amigo" é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
"Amigo" vai ser, é já uma grande festa!




Alexandre O'Neill
(in No Reino da Dinamarca)

.

15 Comments:

Blogger Maria said...

Um belo poema de O'Neill para "selar" uma amizade e um presente... que bonito...

Parabéns, Amiga!.

Beijinho

3:46 da manhã  
Blogger Cata-Vento said...

Amiga, querida Ana, deixaste-me sem palavras, aqui, agora, nesta encosta com vista para o mar onde a nossa amizade foi germinando. Há momentos especiais. Este é um deles. Aqui, neste porto de abrigo, onde sempre encontrei a paz e a harmonia que necessito, deixo-te um beijo e um abraço apertado.

Bem-hajas!

6:04 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

Amigo/a, é tudo isso e ainda tudo quanto possamos sentir, dizer ou escrever, com a doçura e a força precisas, em qualquer tempo e em qualquer parte.
Muito belo isso que oferces a essa tua/nossa Amiga.

Beijos Ana

Maria Mamede

1:07 da tarde  
Blogger tulipa said...

Huummmm, estou tão necessitada de um abraço, acredita!!!

E, ontem foi o dia dos abraços, não vim cá receber um abraço teu, mas...estou cá hoje, pode ser?

Convido-te a leres o texto que fiz com 12 palavras que eram exigidas num jogo da net, só que não enviei a tempo, por isso, nada feito. De qualquer forma gosto do que escrevi e estou a partilhar com quem me visita.

Beijo suave.

PARABÉNS pelo TROFÉU recebido!!!

8:35 da tarde  
Blogger Maripa said...

Belo o poema de O'Neill que nos ofereces...um presente onde a amizade sorri!

Parabéns,Ana!

Também eu acredito, que mesmo na blogosfera,se geram afectos.

Beijo,amiga.E o meu carinho.

11:53 da tarde  
Blogger Isabel José António said...

Querida Amiga Ana,

Muitos parabéns, pelo bom gosto da escolha do tema e do poema.

Partilhar a amizade
É estar com a natureza
E sentir a liberdade
Na sua maior pureza

É um sorriso, um olhar
Uma flor a forescer
Um abraço, um cantar
A alegria pura do SER

É a pura gota de água
Cristalina na nascente!
É sentir toda a mágoa
É estar sempre presente

E ao subir à montanha
Esperar por quem vem atrás
Porque a alma é tamanha
E se revê naquilo que faz

É assim a amizade! Só se dá!
Acredita que não há sorte
Que a Vida é Una, cá e lá,
Tudo transforma!Não há morte!

Um abraço para si, e espero que goste desta pequena homenagem.

José António

8:49 da manhã  
Blogger Marinha de Allegue said...

Compartir fai medrar o espíritu...

Unha aperta grande Ana.
:)

*Nestes días as ondas aí tenhen que ser espectaculares non si?

12:21 da tarde  
Blogger Lmatta said...

Lindo poema
parabéns pelo presente
beijos

5:19 da tarde  
Blogger Pico minha ilha said...

Um poema que diz tudo, simplesmente amigo.Beijinho e bfs

8:09 da tarde  
Blogger ~pi said...

muito redonda a amizade... :)





beijo






~

10:13 da tarde  
Blogger Baby said...

Amigo é tudo o que o HOMEM precisa.
Um abraço.

10:43 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Ai, quão raro é ter amigos com A grande! Falo daqueles de carne e osso, que nos apoiam incondicionalmente.
Um beijo
Daniel

12:01 da manhã  
Blogger maria m. said...

um poema bem bonito e bem a propósito do grande O'Neill!

Beijos, Ana.

8:31 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
Alexandre O'Neill
o amigo
da amiga gaivota,
,
se uma gaivota viesse . . .
,
conchinhas amigas, deixo,
,
*

2:20 da tarde  
Blogger Sonia Schmorantz said...

Para refletir:
Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
(William Shakespeare)

Faça dessa nova semana um novo início rumo à
felicidade.
abraços

3:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home