terça-feira, novembro 25, 2008

Tesouro

Below the surface
Foto de Carola Lundmark aqui


Há um tesouro escondido no fundo do mar. Uma pedra raríssima que Ana sabe onde se encontra. Uma pérola preciosa, uma jóia moldada pela vida. Colhemos o presente e voltamos à superfície. A praia nos espera com seu sol menos doloroso. Estamos limpos e carregando uma pedra preciosa na mão.


(in O Mergulho de Narciso : Os segredos da poesia em Susana Vernieri)


***

Todos os comentários aos posts que deixo na Encosta do Mar, os recebo com agrado. Eles são o reflexo das emoções provocadas pelas palavras que escolho.
O texto anterior foi-me deixado num comentário ao meu post anterior. Não imagino quem seja o Anónimo que o deixou, nem a razão por que não se quiz identificar. No entanto, não posso deixar de lhe agradecer. Não conhecia a autora do texto e a curiosidade fez-me ir pesquisar. Não sendo poeta, gostava de o ser. Gosto de palavras, de as ver surgir e sentir que traduzem estados de espírito que eu gostava de ter sabido transformar em poemas. Uso as palavras dos outros para exprimir sentimentos que são meus. Por vezes as palavras que escolho fazem surgir outras palavras. Foi o que aconteceu mais uma vez. Obrigada, Anónimo :-)

Estarei ausente durante alguns dias. Vou ao encontro de um tesouro, de uma jóia moldada pela vida. Voltarei, em breve, para continuar a partilhar com todos os que me visitam esta pedra preciosa que é a Poesia.

.

19 Comments:

Blogger De Amor e de Terra said...

Olá Ana, boa tarde.
AMEI, este pequeno texto que o Anónimo te deixou!
Tal como ele, tenho a certeza que o mereces, pela sensibilidade que mostras em tudo que nos dás a conhecer ou fazes recordar.
Um beijo e até sempre.

Maria Mamede

2:08 da tarde  
Blogger Maria said...

As palavras, sempre as palavras que nos trazem outras palavras...
Que bom que assim é!

Boas férias se for caso disso.
Cá te esperamos quando puderes voltar.

Um beijo, Ana

4:31 da tarde  
Blogger Baby said...

Que essa ausência te seja proveitosa e encontras a jóia que procuras.
Ficamos à espera da partilha.

Beijos.

5:12 da tarde  
Blogger águia_livre said...

Bonito blog

Visitem um blog onde a poesia e a música estão sempre presentes:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/

Sejam felizes.
.

9:43 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

A poesia é, de facto, uma pedra preciosa onde encontramos amparo para muitos estados de alma mas tu, Ana , foste outra pedra preciosa que encontrei na blogosfera.
Bem-hajas!

Mil beijinhos

p.s. Goza bem esses dias com o teu tesouro. São preciosos!

6:44 da manhã  
Blogger Sonhos e Devaneios said...

Ana, minha querida encontrei voce em um outro blog e aqui cheguei...tambem uso a palavra dos outros para expressar meus sentimentos. Mas vou ter de discordar de voce.......Voce e uma poeta com certeza....consegue transformar palavras em sentimentos, em suaves emoçoes.
parabens
joao

9:59 da manhã  
Blogger Lmatta said...

Gostei do texto
beijos

4:04 da tarde  
Blogger maria m. said...

um belo texto o que António te deixou... soa a um recomeço, um dia limpo com uma pesra preciosa na mão...

cá te esperamos. um beijo, Ana!

5:37 da tarde  
Blogger Multiolhares said...

Esperamos por ti,
mas a tua sensibilidade nas escolhas é algo que esta em ti,
essas palavras vivem em ti, descobre essa pérola que tens ela vai florir
beijos

10:58 da tarde  
Blogger Odilon said...

No fundo do mar têm tesouros que apenas os escolhidos sabem ver e trazer a tona. Os outros, bem eles vêem apenas o fundo do mar.

11:06 da tarde  
Blogger Amaral said...

Quem vem traz sempre um pouco de si e leva consigo um pouco de ti...
Sucede assim, quase sempre, e, por vezes, trocam-se preciosidades...

12:47 da manhã  
Blogger Carla said...

lindo texto sobre esse "precioso" mar e tudo o que ele nos oferece
beijos e bom fds

2:03 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
as palavras,
são jóias da vida,
,
maresias envio-te,
,
*

3:53 da tarde  
Blogger Sr. Anônimo said...

Olá, Ana
Sou brasileiro, e por acaso encontrei o seu blog, enquanto buscava no Google a letra da música "The Sound of Silence", de Paul Simon e Garfunkel.
Amei o texto, vou adicionar você.
Beijos,
Senhor Anônimo.

2:24 da tarde  
Blogger meus instantes e momentos said...

Belissimo ,sensivel. gostei muito bom.
Maurizio

7:38 da manhã  
Blogger Fernando Rozano said...

a Encosta é a tua sensibilidade de saber as palavras, Ana. E o Anônimo está certo. beijos e tenhas belos dias pela frente.

1:52 da tarde  
Blogger Maripa said...

Nesta "Encosta do mar" encontro sempre tesouros. Tesouros descobertos pela tua sensibilidade...
Bem-hajas, Ana, pela partilha amiga.

Beijo com carinho. Aproveita bem esses dias!

10:12 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Desejo que encontres esse tesouro.
Boas festas!
Um beijo
Daniel

11:45 da manhã  
Blogger ~pi said...

parece algo assim

delicado,

maravilhoso! :)




beijo

12:43 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home