terça-feira, janeiro 27, 2009

Ocean

NA ORLA DO MAR

Na orla do mar,
no rumor do vento,
onde esteve a linha
pura do teu rosto
ou só pensamento
( e mora, secreto,
intenso, solar,
todo o meu desejo)
aí vou colher
a rosa e a palma.
Onde a pedra é flor,
onde o corpo é alma.


Eugénio de Andrade

.

15 Comments:

Blogger Maria said...

Que post calmo...
As palavras de Eugénio de Andrade combinam bem com amúsica.
Obrigada, Ana.

Beijinho

1:13 da manhã  
Blogger Cata-Vento said...

O nosso mar, Ana, foi, é, será fonte de inspiração para os poetas.
Nele colhem grande parte do que necessitam. E nós também.

Bem-hajas!

Mil Beijinhos

6:00 da manhã  
Blogger hfm said...

Sempre ele, sempre a surpreender-nos.

9:35 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
A beleza está tanto nas pedras como nas flores, tudo depende do nosso olhar e do local.
Um beijo
Daniel

3:58 da tarde  
Blogger Pico minha ilha said...

Calma e muita paz no poema e na música.Beijinho

6:07 da tarde  
Blogger Lmatta said...

gostei muito do conjunto
beijos

9:45 da tarde  
Blogger FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDA ANA, BELO E SERENO O TEU POST... ADOREI AMIGA... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

11:27 da tarde  
Blogger Maripa said...

"Na orla do mar,
......
Onde a pedra é flor
onde o corpo é alma."

Eugénio de Andrade,um dos meus poetas preferidos, grata pela partilha,querida Ana.

Beijo e o meu carinho.

12:04 da manhã  
Blogger Baby said...

Sem desprestígio para nenhum outro poeta, Eugénio de Andrade enche-me a alma, porque tudo o que escreve é carregado de sensibilidade pura.
Amei o poema, obrigada.
Um beijo.

10:13 da manhã  
Blogger De Amor e de Terra said...

A doçura das palavras de Eugénio, sempre na medida certa...e o mar por perto!

Beijos Amiga

Maria Mamede

6:52 da manhã  
Blogger Zito said...

É mt bom sentir k damos o melhor k podemos ! Mas ainda é melhor saber k isso é tão apreciado como aki se pode ver....
Bjs.
Z y fuzko.

1:31 da manhã  
Blogger Cata-Vento said...

Na orla do mar passei e deixei beijinhos.

Bem-hajas!

Bom fim de semana!

6:43 da manhã  
Blogger ~pi said...

onde nada é tudo

e

onde tudo é

nada: a í





beijo





~

12:46 da tarde  
Blogger Isabel José António said...

Olá Querida Amiga,

Que bom gosto ter escolhido um tão belo poema de Eugénio de Anfrade.
Parabéns.

"...onde a pedra é flor
onde o corpo é alma."

A magia da alquimia das palavras e da imaginação com a Fonte Universal.

Um grande abraço

José António

4:08 da tarde  
Blogger tulipa said...

HOJE

E
S
T
O
U

FELIZ

acreditas?

Pois é...
sinto-me assim como quem cumpriu a sua missão - dever cumprido!!!

Nunca fiz nenhuma exposição e...
achava um bicho de sete cabeças montar a exposição, no entanto, foi maravilhoso, começar a ver o efeito dos quadros nas paredes...
uma sensação indescritível.

Dormi apenas 3h esta noite, deitei-me às 6h da manhã para me levantar às 9h da manhã...
Mas...estou tão leve!!!
Tão serena!!!
É verdade...
nem me conheço a mim mesma.

Acreditas que cada vez que vejo as minhas 600 fotos da Índia, fico sempre com a sensação que por muito que se fotografe não se consegue captar toda a sua essência, toda a sua beleza?

Eu tive o privilégio de conhecer esse mundo maravilhoso.

Bom fim de semana, molhado...mas que seja Feliz.

1:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home