sábado, junho 04, 2005

Lamento por Diotima


Foto de Pedro Lima aqui


o que vamos fazer amanhã
neste caso de amor desesperado?
ouvir música romântica
ou trepar pelas paredes acima?

amarfanhar-nos numa cadeira
ou ficar fixamente diante
de um copo de vinho ou de uma ravina?
o que vamos fazer amanhã

que não seja um ajuste de contas?
o que vamos fazer amanhã
do que mais se sonhou ou morreu?
numa esquina talvez te atropelem,

num relvado talvez me fuzilem
o teu corpo talvez seja meu,
mas que vamos fazer amanhã
entre as árvores e a solidão?


Vasco Graça Moura

5 Comments:

Blogger AmigaTeatro said...

ao olhar pá "foto" lembrei-me de Dali, vai-se lá saber porquê...

;)

9:37 da tarde  
Blogger TMara said...

O melhor de Vasco G M., em minha opinião, é a poesia. Tem coisas belíssimas. Bom f.s. Bjs e;)

10:46 da manhã  
Blogger Graça said...

Parabéns pelo bom gosto dos textos e das imagens.
É interessante ler poesia pela mão dos outros.

3:14 da tarde  
Anonymous lique said...

Concordo com a TMara. Também acho que é na poesia que Vasco Graça Moura consegue a sua melhor expressão. E este é um belo poema em que as tragédias pesoais são confrontadas com o que o quotidiano nos pode trazer.
Beijinhos, Ana

10:22 da tarde  
Blogger AS said...

Amanhã, é preciso quebrar os silêncios, buscar novas forças, descobrir novos horizontes e partir sem medo e sem demora para onde nasce o sonho!...

Um beijo

12:14 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home