quarta-feira, novembro 23, 2005

A criança






Aberta, discreta
ou desatenta
é como o poeta:
não mente, inventa.



Luís Veiga Leitão

15 Comments:

Blogger Eremita Baptista said...

gostei muito de ter cá vindo... porque infantilmente acredito que a interacção entre bloggers é essencial.bjs

12:12 da manhã  
Blogger cm said...

como o mundo é grande...quando cabe num olhar

8:15 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
O poeta é a criança que há em mim com experiência da vida.
Um beijo
Daniel

9:16 da manhã  
Blogger lique said...

E como é rica e nos enche de maravilha, a imaginação/invenção das crianças!
Beijinhos, Ana

3:19 da tarde  
Blogger TMara said...

um belíssimo poema e uma belísima imagem. Bom restinho de semana e bj de luz

6:06 da tarde  
Blogger Su said...

gostei da foto, adorei a frase

.. não menta, inventa

jocas maradas

10:04 da tarde  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Todo o Poeta é um pouco de criança. Bonita postagem. Beijinhos.

10:16 da tarde  
Blogger JPD said...

Uma delícia!
Bjs

10:40 da tarde  
Blogger Duarte Temtem said...

Cara Ana

Que lindo este teu post!
Tanto a foto como as palavras.
Seria impossível a inocência ser mais bonita.
Bjs

3:13 da manhã  
Blogger Fernando Rozano said...

Ana, este post simboliza a vida e o futuro. E a nossa, quem sabe, capacidade de reinventá-la com mais sabedoria. beijo.

12:07 da tarde  
Blogger TMara said...

bom f.s. Bjs de luz e paz, amiga

12:47 da tarde  
Anonymous nina said...

Belissimo Ana
bom fim de semana
beijinho

6:39 da tarde  
Anonymous Pedro Camargos said...

Muito da criancice devemos manter.

9:38 da tarde  
Blogger romero said...

que guapisima es la niña ! me encanta los niños y deseo luego sir padre :)))
viene bailar con nosotros, Ana. Te espiero !
bueno fin de semana,chica.:)

11:05 da tarde  
Blogger AS said...

Tão lindo... e tão verdadeiro!...

Um beijo Amanda

5:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home