sábado, novembro 26, 2005

Glosa à chegada do Inverno


Foto de Miguel Costa aqui


Ao frio suave, obscuro e sossegado,
e com que a noite, agora, se anuncia
depois de posto, ao longe, um sol dourado
que a uma rosada fímbria arrasta e esfia...

Da solidão dos homens apartado,
e entregue a tal silêncio, que devia
mais entender as sombras a meu lado
que a terra nua onde se atrasa o dia...

Recordo o amor distante que em mim vive,
sem tempo ou espaço, e apenas amarrado
à liberdade imensa que não tive,

e que não há. Como o recordo agora
que a luz do dia já se não demora,
se apenas de si próprio é recordado?



Jorge de Sena

12 Comments:

Blogger AS said...

Os Sonetos de Jorge de Sena são inconfundíveis...

Um beijo Amanda

5:44 da tarde  
Blogger heloisa said...

"Da solidão dos homens apartado,
e entregue a tal silêncio, que devia
mais entender as sombras a meu lado
que a terra nua onde se atrasa o dia...

Recordo o amor distante que em mim vive,
sem tempo ou espaço, e apenas amarrado
à liberdade imensa que não tive,

e que não há. Como o recordo agora
que a luz do dia já se não demora,
se apenas de si próprio é recordado?"
***********************
**************************SIMPLESMENTE, EXCELENTE, COMO O SAO TODAS AS SUAS ESCOLHAS!
_A IMAGEM,reforca o que acabo de "dizer"!!!_BELA!!!!!
Meu imenso e AMIGO ABRACO, para uma BELA SENHORA E MARAVILHOSA AMIGA!!!!!!!
Beijinho.
Sua, Heloisa.
**************

7:24 da tarde  
Blogger Su said...

gostei de ler sena, adorei a foto escolhida
jocas maradas

7:50 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Gosto da cena e do Sena... também do rio... :)
um beijo
Daniel

12:02 da manhã  
Blogger Duarte Temtem said...

Mais uma bela escolha Ana :)

Bjs

6:58 da manhã  
Blogger Fernando Rozano said...

Dizer o quê, Ana? A cada post a vida abre-se. Como bem sabes, aqui estou em casa e feliz em ler poemas como esse soneto envolvente. beijos.

9:52 da manhã  
Blogger lique said...

Em Jorge Sena, a perfeição formal casa-se com a beleza das palavras. Gostei de o encontrar aqui.
Beijinhos, Ana

6:22 da tarde  
Blogger maat said...

que requintada escolha, Ana.Que bom poder vir aqui vê-la.

bj.

maat

7:48 da tarde  
Anonymous nina said...

gosto muito de Jorge de Sena
e a foto é linda!

bjs :)

11:16 da manhã  
Blogger Ana Maria said...

gostei de cá vir, voltarei novamente para ler os grandes da literatura.
abraço

1:10 da tarde  
Blogger cm said...

"devia mais entender as sombras a meu lado que a terra nua onde se atrasa o dia"
e um abraço pela escolha

4:49 da tarde  
Blogger Orfeu said...

Quando tenho um pouquinho de tempo venho visitar esta tua encosta de sonhos. Adorei esta tua escolha de Jorge de Sena.
Um beijo

8:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home