sábado, março 04, 2006

Nostalgia


Foto daqui


Hoje o bramido do mar chega até aqui, mesmo através da janela fechada.
As ondas desfazem-se em espuma.
Há um intenso cheiro a maresia.
Em mim permanece a nostalgia de outro mar... tu!

11 Comments:

Blogger AS said...

Imagem fantástica!... O Farol sempre exerceu sober mim um certo fascinio...

Beijos e bom fim de semana

12:14 da manhã  
Anonymous O Encoberto said...

a imagem e o texto têm um não sei quê de apelativo...bom fds

12:21 da manhã  
Blogger lanterna said...

A vida também é feita de nostalgias...
http://singular.blogs.sapo.pt/
http://calinadas.blog.pt/
http://racionalidades.blogspot.com/

2:56 da tarde  
Blogger Amaral said...

Mar, ondas e o cheiro a maresia… O teu poema é a nostalgia de quem sente a falta de alguém.O bramido do mar traz o murmúrio dum amor que está longe…

6:11 da tarde  
Blogger Penumbra said...

O mar esconde tanto de nós...!
Beijo grande

8:38 da tarde  
Blogger Su said...

um amor..além mar
jocas maradas de maresia

9:12 da tarde  
Blogger Baby said...

Claro, efeitos do equinócio...
Marés altas.
Corações românticos.
Saudades
Imensas
Mouro do Barlavento

10:00 da tarde  
Blogger Maria Costa said...

Quase se sente o cheiro da maresia.

Parabéns por este blog, claro.
Voltarei.

Beijinhos.

9:50 da manhã  
Anonymous zezinho said...

Ana, "vejo-te" nas tuas escolhas.
Beijinhos minha amiga

7:09 da tarde  
Blogger Alexandre o Grande said...

E não há nenhum que se compare com o Farol de Buarcos!

Há mares muitos agitados. Eu sou um exemplo disso!

8:53 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

adorei Ana ! #

12:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home