quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Encosta do mar

Foto de João Pedro aqui



Faz agora dois anos. Era uma manhã luminosa de Inverno. Quando abri a porta, o sol, que inundava a sala vazia, veio ter comigo. Pela janela aberta entrava o azul do mar.
Deixei na rua os sacos pesados de dúvidas e incertezas. Entrei sozinha. Percebi que aquele era o local que sempre tinha procurado. Fiquei.
Ao longo do tempo houve dias de todas as cores. Os magníficos dias azuis em que o céu e o mar foram irmãos. Dias verdes em que a esperança floriu. Alguns dias cinzentos com lágrimas a escorrer na vidraça. Os dias dourados dos sorrisos das princesas.
Só aqui sou eu mesma. Só aqui encontrei o silêncio das noites povoadas de sonhos. Aqui acordo com o canto do melro e o sabor da maresia. O rumor das ondas é companhia de todas as horas.
Espero encontrar aqui, quando o tempo se cumprir, os dias brancos da paz e a aceitação plena das coisas.

Para todos os que passam na encosta, deixo a porta aberta e o desejo de que voltem.





IMORTALIDADE



Quando eu tiver partido
fechado os olhos
fugido
não me procurem
reparem
estarei na gota de chuva
virei no sopro do vento
em cada raio de lua
trazida na onda do mar
perdida no firmamento
na mais pequena flor.
Reparem
sou eu…
ainda
.

15 Comments:

Blogger bom dia isabel said...

Um lindo texto acompanhado de um belo poema. Tens aqui um canto fascinante que nos acolhe com muito carinho e muita simpatia. Que os dias continuem a ter todas as tonalidades mas que predominem os verdes da esperança e os azuis do céu.
Dois anos a distribuir amizade da mais genuína.
Continuarei a passar na encosta, sempre a subir para a montanha. De lá avisto o mar e estarei mais perto do sol.
Beijinhos

11:43 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Ana:
Parabéns. Gostei muito.

5:17 da tarde  
Blogger Amaral said...

Voltarei sempre, porque a porta parece escancarada e iluminada com mil cores...
E lá para dentro, tudo parece nosso, tudo é conhecido e desejado...
Na "Imortalidade" está um colo onde apetece dormitar, muito doce, docemente...

6:40 da tarde  
Blogger AS said...

Por tudo isso, é que és alguém muito especial...


Um beijo!

8:41 da tarde  
Blogger bom dia isabel said...

Passei na encosta para te deixar um beijinho e desejar um fim de semana cheio das cores da vida.

8:08 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

depois
como no ínicio
as palavras
os dias
as rochas
o mar
o ar que semeaste entre nós

Beijinho Ana

mARrio

11:13 da tarde  
Blogger Maria said...

Que lindo, ana, que lindo!
e o mar, sempre o mar...

deixo-te um beijo

1:38 da manhã  
Blogger Kalinka said...

AMIGA ANA

PARABÉNS
MUITOS PARABÉNS
por tudo, pela nossa amizade, pelos nossos momentos a duas, pela descoberta do teu ninho, onde muitas tonalidades brilham, o azul do céu, o verde do mar, o branco das nuvens, o dourado do pôr-do-sol, o vermelho que emanas de dentro de TI, és Fogo como eu, lembras-te?
Estou muito agradecida por os nossos caminhos se terem cruzado na estrada da Vida e, primeiro de forma virtual e agora já realidade a amizade vai-se desenvolvendo de forma muito positiva e saudável.
Beijokas.
Só quero que sejas muito Feliz.

4:11 da tarde  
Blogger Ana Luar said...

Puxa as pontas desse mar azul, de bordas pintadas com muitas gaivotas, e serenamente aconchega-te nesse espaço de sonhos diários... os teus.
:)

9:57 da manhã  
Anonymous Paula e Rui Lima said...

Olá!

Se gotas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente
Paula e Rui Lima

2:08 da tarde  
Blogger ana maria costa said...

gostei do texto senti-o na simplicidade das palavras que o tornaram rico.
olá Ana.

10:30 da manhã  
Blogger Cristina said...

Parabens pelos 2 anos do blogue e um Happy Valentine's Day
:)
Kisses

1:17 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Poesia em diferentes formas, mas com igual qualidade.
Um beijo
Daniel

4:30 da tarde  
Blogger DE PROPOSITO said...

Um texto muito bonito, que dá a idéia da felicidade plena.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

9:25 da tarde  
Blogger Duarte said...

E eu voltei para espreitar, como raras vezes o faço ;)
Bjinhos

11:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home