quinta-feira, fevereiro 22, 2007

I put a spell on you


Foto de AnaG aqui



Tu não sabias de que lugar eu vinha
nem quem me enviava. As máquinas pareciam transbordar
sobre os campos, disseminando a noite
em plena marcha. E eu estava tão cansado quando me sentei
ao teu lado. Generosamente pousaste a tua mão.
Os dias por vir jaziam amordaçados
debaixo da terra, nada fazia prever as cartas
que te escreveria. Algumas levavam fotografias, eu a olhar
para ti no ar desfocado. Mas as notícias que te dava
em mau inglês eram omissas, nunca respondi às perguntas
que me fizeste. Acho que o desalento já estava deitado
na cama, a própria parede parecia
muito doente.



Rui Pires Cabral

.

10 Comments:

Blogger AS said...

Há coisas que se sentem antes de terem acontecido... por vezes basta um olhar!

Um beijo...

4:11 da tarde  
Anonymous blugaridades said...

Ainda que perpassado por tristeza não deixa de ter a sua beleza. Vale sempre a pena subir à encosta e observar os teus escritos e as tuas fotografias.
Beijinhos

10:20 da tarde  
Anonymous kalinka said...

OLÁ AMIGA

Quantas e quantas vezes, é isso que acontece: o desalento já estava deitado na cama!!!

E, faltam-nos as forças para prosseguir a caminhada.

Tu, aí no cimo da encosta aguardas que, algum de nós chegue a ti. Vou fazer por isso, Amiga.
Beijos e bom fim de semana.

8:49 da manhã  
Blogger Delfim Peixoto said...

vim espreitar e fiquei quedo mas feliz por te ter lido
jnhs

6:18 da tarde  
Blogger Cristina said...

Bonito!
Tem um bom fim de semana,
beijinhu

1:17 da tarde  
Blogger sagher said...

bonito texto. poético. sensivel

5:53 da tarde  
Blogger bom dia isabel said...

e assim subi a encosta para te deixar um beijinho envolvido na doçura das tuas palavras.
Um bom domingo. Hoje apetece-me deixar-te também um grande abraço.

10:15 da manhã  
Blogger Amaral said...

Quantas vezes acontece! Desalento e cansaço amordaçam o bem-estar que deveria constituir a essência natural da nossa forma de estar...
"Generosamente pousaste a tua mão" - tem a ternura (candura) que desperta sensações novas...

2:29 da tarde  
Blogger Turquesa Azul said...

os dias jazem amordaçados debaixo da terra. é a vida.
um beijo

7:51 da tarde  
Blogger MARIA VALADAS said...

Subo esta encosta para te ler...e fico fascinada...

Escreves com sentimento...

Beijinhos da
Maria

10:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home