segunda-feira, setembro 24, 2007

Maputo


Preciso dizer-te com carácter de urgência.
Preciso revelar-te na palavra e no silêncio.
Preciso sublimar a minha solidão na sombra
das palavras e dos gestos acordando
na imensidão dos dias vozes duendes
como se me albergasses na infância.
Preciso amar-te com urgência. Amar-te
como palavras. Sussurrar-te minhas ânsias.
Adormecer minha voz no teu ouvido.
Perscrutar o som do silêncio. Dizer-te
com urgência inadiável que te amo.
Preciso amar-te ó meu amor amado.
Preciso amar-te como quem ama
pela última vez. Amar-te como se fosse
um voo agónico. Amar-te na margem
da ausência tua. Amar-te nas canções
que oiço pela manhã. Nas vozes espantadas
das mulheres no Xipamanine. Preciso
de te amar neste trajecto dorido por Maputo
com estas vozes que atravessam a noite.
Preciso amar-te com urgência. Amar-te agora e sempre.
Preciso de te amar somente.
Dizer-te: amo-te, minha musa, meu amor amado.
Preciso de te amar. Amar. Amar-te simplesmente.


Nelson Saúte

(poema retirado daqui )



Nelson Saúte nasceu em Lourenço Marques ( Maputo) em 1967. Jornalista cultural e comentador político, colaborou na imprensa, rádio e televisão de Moçambique. Publicou os livros de poesia A Pátria Dividida (1993) e A Cidade Lúbrica (1998). Organizou diversas antologias e colectâneas literárias sobre Moçambique.

.

10 Comments:

Blogger PostScriptum said...

Já há muito que não vinha por cá. Adorei regressar, Ana.
Bjs

12:07 da tarde  
Blogger Amaral said...

Quando as palavras nos tocam, nao ha resposta para elas.
Quando o Amor brota como um vulcao, Ele ocupa todos os espacos e desperta lavas de Extase e Alegria.
O Amor nao conhece limites quando anunciado Puro e Verdadeiro...

4:33 da tarde  
Blogger Maria said...

Percebo a urgência que se tem para se dizer "amo-te".
Como percebo, para que não seja tarde....

Beijinhos

9:33 da tarde  
Blogger PostScriptum said...

Linkei-te, Ana
Beijos

7:44 da manhã  
Blogger maria m. said...

bonito e muito expressivo poema de amor!

9:09 da manhã  
Blogger hfm said...

Como gostei!

3:14 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

Preciso de te amar. Amar. Amar-te simplesmente.
--------------
Creio que todos necessitamos amar, mas também necessitamos de 'ser amados'. Sem isso o amar não tem significado.
Fica bem.
felicidades.
Manuel

3:50 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
amar,
total entrega,
*

4:14 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

amar e ser amado, uma necessidade vital...
estas palavras...deixam-me sem ...palavras.

Beijinhos mil, doce amiga.

4:41 da tarde  
Blogger lena said...

digo amo-te terra amada que me viu nascer


senti-me em África de novo!



obrigada


um beijo

lena

7:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home