segunda-feira, junho 30, 2008

Queria que me acompanhasses

Foto de Luís Lobo Henriques


queria que me acompanhasses
vida fora
como uma vela
que me descobrisse o mundo
mas situo-me no lado incerto
onde bate o vento
e só te posso ensinar
nomes de árvores
cujo fruto se colhe numa próxima estação
por onde os comboios estendem
silvos aflitos



Ana Paula Inácio
(in Vago pressentimento, azul por cima)


.

18 Comments:

Blogger poetaeusou . . . said...

*
o silvo do vento
á vela
em incerta tela
canta o sentimento
,
conchinhas
,
*

3:28 da tarde  
Blogger ~pi said...

sempre um comboio:

ou

é

cedo ou

é tarde: o certo

é

que

é

preciso acreditar:

que

sim





~

5:25 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

como uma vela
-------------
Uma vela poderá nos servir de companhia. Mas nãoa poderemos acender. Porque se o fizermos, ela acabará por extinguir-se.
Fica bem.
E felicidades.
Manuel

6:22 da tarde  
Blogger jasmimdomeuquintal said...

foto e poema a condizer: lindos!
boa semana.

9:23 da tarde  
Blogger hfm said...

Belíssimo!

10:08 da tarde  
Blogger Adriana Costa said...

Belo belo belo...post! Poema e imagem encantadores!
Beijos @>--

1:07 da manhã  
Blogger Maria said...

Eu acompanho.... o poema é lindíssimo...

Um beijo, Ana

3:26 da manhã  
Blogger mariah said...

brilho

viagem

belíssimo.

9:23 da manhã  
Blogger Fernando Rozano said...

poesia das mais lindas que li aqui, Ana. bela, sensível, um convite à vida, ao viver e instigar o imaginário. Beijo, minha querida amiga.

3:32 da tarde  
Blogger Dois Rios said...

Velas/ventos... árvores/frutos.
A próxima estação ainda tarda.
O tempo de colheira é já.
Beijo,

11:35 da tarde  
Blogger maria m. said...

de novo, Ana Paula Inácio com mais um belo poema!

9:55 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Lindo!!!
Muitas vezes estamos a barlavento da vida... dos afectos...
Bj, Jo

11:05 da tarde  
Blogger Adriana Costa said...

Amiga Ana,

Por ter sido indicada agora indico o seu blog e estes outros, se aceitarem, para usar o Selo "Prêmio Dardos" em sinal de admiração pela contribuição literária e cultural dos mesmos.
Visite meu blog e veja na barra lateral como salvar o selo e as regras do prêmio.

Flores para todos! @>--

mataharie007.blogspot.com/
almadepoesia2007.blogspot.com/
dolugardemim.blogspot.com/
encostadomar.blogspot.com/
vomitandoimagens.blogspot.com/
eros-tics.blogspot.com/
poesiangolana.blogspot.com/
amorsemedo.blogspot.com/
sergiofranck.blogspot.com/
viapoese.blogspot.com/
poemargens.blogspot.com/
poesialilazcarmim.blogspot.com/
venezadebrasileiros.blogspot.com/
www.olhosdefolhacintiathome.blogspot.com/
labirintodosoledalua.blogspot.com/

12:00 da manhã  
Blogger Odilon said...

Esta é uma grande vantagem dos blogs de qualidade. Não importa o tempo que se esteja ausente, sempre encontramos textos bons no retorno.

Beijos

2:10 da manhã  
Blogger Otávio said...

A foto e o poema criam uma belíssima atmosfera.

Beijos.

2:15 da manhã  
Blogger Carminda Pinho said...

Ás vezes estamos no lado errado da vida.
Bonita conjugação, poema e imagem.

Beijos

3:29 da manhã  
Blogger lupussignatus said...

fruto

que

cintila

7:17 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Um poema muito bonito! Um sujeito poético a precisar de companhia mas situado no lado incerto. Há que esperar. Melhores ventos virão. Força!

Não conhecia esta poetisa.

Bem hajas!

Beijinhos

8:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home