quinta-feira, outubro 29, 2009

Um pensativo silêncio

Foto de Willy Marthinussen aqui


Enquanto longe dormes,
com o lume
todo voltado para ti,

um pensativo silêncio
do vento
perfuma a noite escura.

Instante a instante,
cumpre-se a ditosa
vigília a que me destinas.




J. Alberto de Oliveira
( poema encontrado aqui)


.

13 Comments:

Blogger Maria said...

Não conhecia este autor. Gostei muito deste poema, Ana. Obrigada!

Beijos

3:01 da manhã  
Blogger PAS[Ç]SOS said...

Num tempo continuado esvaem-se os pensamentos soprados ao encontro dum lume que arde, ininterruptamente, na mesma direcção.

9:23 da manhã  
Blogger hfm said...

Daqueles posts que muito gosto. Uma simbiose perfeita entre imagem e poema.

9:55 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
silencios
são instantes
feitos ventos,
,
espraiadas conchinhas,
,
*

12:00 da tarde  
Blogger . intemporal . said...

. um hipotético "caminho": .

http://terracosdeumanjo.blogspot.com/

. um bom fim de semana .

. sempre e para sempre,,, .

. paulo .

12:45 da tarde  
Blogger Isabela said...

Olá Ana,
"...Um pensativo silêncio que sempre perfuma a noite escura..."
Tão lindo e tão verdadeiro...
Lindo teu blog! beijos,
Bela

2:29 da manhã  
Blogger Maripa said...

Belo poema que me "...perfuma a noite escura."

Obrigada,Ana,por esta sensível escolha.

Beijo e o meu carinho.

11:33 da tarde  
Blogger Papagaio Mudo said...

poema muito loco
foto muito doida

desculpa o comentário infantil
e sincero
abç

G.

4:22 da manhã  
Blogger Baby said...

"Enquanto ao longe dormes
com o lume
todo voltado para ti,"

Quantos tiritam de frio, insones, numa cama feita de chamas apagadas!

Beijos.

9:45 da tarde  
Blogger Lmatta said...

lindo conjunto
beijos

4:42 da tarde  
Blogger maria m. said...

bonito poema, um instante de amor, silencioso e protector, no aroma da noite.

beijos.

5:10 da tarde  
Blogger Spiritual said...

Ninguém pode destinar nada a ninguém... em última instância, se há alguém responsável pelo nosso próprio destino, somos nós mesmos... :)

8:45 da tarde  
Blogger lupussignatus said...

inextinguível

labareda



[o silêncio]





*bom-fim-de-
semana*

11:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home