sábado, fevereiro 26, 2011

Adio o convite

Foto de Mandy Disher


Adio o convite, provoco
a demora, deixas que escolha
todas as coisas. É depois
o lamento, quase o entardecer
da idade. Despeço-me mas sei
que nunca aí estive.

......

Só agora sei
que te perdi. Há tanto
tempo disseste
venho já . E ainda
aqui te espero
entre as velhas flores
e o pó da madeira
caindo.



Helder Moura Pereira
(in 366 poemas que falam de amor)

.

5 Comments:

Blogger Cata- Vento said...

E uma perda, seja ela qual for, é sempre tão dolorosa!

Bem-hajas, amiga!

Beijos do mar do sul

11:13 da manhã  
Blogger tecas said...

Adiou o convite e perdeu o amor...
mas ganhou um belíssimo poema, o Helder Moura Pereira.
Bem hajas , Ana, pela escolha.
Gostei imenso.
Bjito amigo

8:29 da tarde  
Blogger Graça said...

Sempre boas, as tuas escolhas.


Beijo, querida Ana.

7:17 da tarde  
Blogger tulipa said...

OLÁ Amiga
Adoro estes poemas, porque infelizmente não tenho veia poética assim tão excelente.
Parabéns pela escolha!
Obrigada pela partilha.

Este carnaval adiantei-me e fiz 2 posts sobre os DESFILES DE CARNAVAL DAS ESCOLAS DO CONCELHO DA MOITA.

Ontem fui para a rua fotografar!!!

Sim, por vezes é bom recordar!

Num blog só coloquei os marujinhos e marujinhas da escola Varino, onde eu trabalhei, porque o blog chama-se "Momentos Perfeitos" tem a ver com momentos da minha vivência neste mundo.
Mas no outro blog
"Deabrilemdiante" fiz a continuação do post de CARNAVAL.

Foi mesmo uma viagem no tempo!

Votos de BOM CARNAVAL.

9:03 da tarde  
Blogger . intemporal . said...

.

.

. a serenidade da espera para a qual não espera a passagem do tempo .

.

. uma prece . passado tanto tempo .

.

.

. um bom.domingo .

.

. um beijo meu . ana .

.

.

1:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home