sábado, fevereiro 19, 2011

Bilhete postal

Foto de Margherita Vitagliano



Escrevo-te agasalhando o nosso amor,
que o tempo é este inverno sem disfarce.
Pelos meus olhos fartos de miséria
mereço bem a luz da tua face.

Mas no meu coração as pobres coisas
choram , a cada lágrima exigida,
a tristeza precisa para que eu saiba
quanto custa a alegria de uma vida!



Carlos de Oliveira
(in 366 poemas que falam de amor)

.

11 Comments:

Blogger Cata- Vento said...

A tristeza permite-nos valorizar os momentos de alegria por mais efémeros que sejam.
Carlos Oliveira é mais um poeta da minha preferência.

Bem-hajas, amiga do mar.

Beijinhossss

1:40 da tarde  
Blogger carlos emanuel bezerra alves said...

parabéns muito bom

5:15 da tarde  
Blogger hfm said...

De grande beleza e poética!

5:38 da tarde  
Blogger tecas said...

Palavras sublimes num sublime poema de Carlos Oliveira.
Um belo post de grandeza poética.
Bem hajas Ana, por o ter publicado.
Bjito amigo

3:39 da manhã  
Blogger . intemporal . said...

.

.

. assim se re.diz dos dias de agora .

.

. um beijo .

.

.

3:43 da tarde  
Blogger Maria Costa said...

Ana, excelente escolha.

Obrigada.

11:27 da tarde  
Blogger Baby said...

Maravilhoso poema, Ana, de uma sensibilidade extrema, e a imagem tão bela, a condizer.

Um beijo.

3:36 da tarde  
Blogger A.S. said...

Querida Ana,

Gosto muito da poesia do Carlos Oliveira! Também ele seguramente gostará de passear na tua encosta!

Beijos meus,
AL

10:35 da tarde  
Blogger Carlos Machado Acabado said...

Ana há um novo lugar virtual onde serás bem recebida, se um dia te apetecer aparecer por lá : http::la mer brisee.blogspot.com

5:22 da tarde  
Blogger Carlos Machado Acabado said...

MUITO bem recebida!

5:22 da tarde  
Blogger Álvaro Lins said...

Excelente escolha!
Bjo

10:28 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home