domingo, março 06, 2011

Visita-me enquanto eu não envelheço

Amedeo Modigliani (Jeanne Hébuterne à cloche)



visita-me enquanto eu não envelheço
toma estas palavras cheias de medo e surpreende-me
com o teu rosto de Modigliani suicidado

tenho uma varanda ampla cheia de malvas
e o marulhar das noites povoadas de peixes voadores
vem

ver-me antes que a bruma contamine os alicerces
as pedras nacaradas deste vulcão a lava do desejo
subindo à boca sulfurosa dos espelhos
vem

antes que desperte em mim o grito
dalguma terna Jeanne Hébuterne a paixão
derrama-se quando tua ausência se prende às veias
prontas a esvaziarem-se do rubro ouro

perco-te no sono das marítimas paisagens
estas feridas de barro e quartzo
os olhos escancarados para a infindável água
vem

com teu sabor de açúcar queimado em redor da noite
sonhar perto do coração que não sabe como tocar-se


Al Berto
(in O Medo)

9 Comments:

Blogger Maria said...

Gosto tanto de Al berto...
Obrigada, Ana.

Beijinho.

8:24 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Modos de amar

Modo de amar – I

Lambe-me as seios
desmancha-me a loucura

usa-me as coxas
devasta-me o umbigo

abre-me as pernas
põe-nas nos teus ombros

e lentamente faz o que te digo:

Modo de amar – II

Por-me-ás de borco,
assim inclinada...

a nuca a descoberto,
o corpo em movimento...

a testa a tocar
a almofada,
que os cabelos afloram,
tempo a tempo...

Por-me-ás de borco;
Digo:
ajoelhada...

as pernas longas
firmadas no lençol...

e não há nada, meu amor,
já nada, que não façamos como quem consome...

(Por-me-ás de borco,
assim inclinada...

os meus seios pendentes
nas tuas mãos fechadas.)


Maria teresa Horta
Poema deliciosa desta nossa amiga e confindente

Maria sem eira nem beira

2:31 da manhã  
Blogger hfm said...

Sempre ele! Belíssimo!

7:59 da manhã  
Blogger Cata- Vento said...

Gosto muito de Al Berto! Pena que tenha partido tão cedo!

Bem-hajas, pela partilha.

Beijinhos

9:52 da manhã  
Blogger tecas said...

A poesia de AL berto!
Sem palavras para comentar um poeta Maior.
Bem hajas Ana, pela partilha.
Bjito amigo

4:14 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

visita-me
-----------
Tantas visitas que nós fazemos!
E a maior parte, são imaginárias.
----
Que a felicidade ande por aí.
Manuel

5:27 da tarde  
Blogger . intemporal . said...

.

.

. no dia internacional da Mulher .

.

. deixo flores .

.

. muitas flores .

.

. todas as flores .

.

.

. e um terno e e.terno bem.haja .

.

. paulo .

.

.

12:09 da tarde  
Blogger A.S. said...

Querida Ana,

Belo o poema do Al Berto!
O coração sabe sempre como tocar-nos...


Beijos meus,
AL

11:32 da tarde  
Blogger Baby said...

Excelente Al Berto!
As palavras tornam-se fugidias e desta vez não vou correr atrás delas.

Um beijo e o meu obrigada pela partilha.

4:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home