sábado, novembro 26, 2011

Chave

Foto de Ursula I Abresch


Se uma película de vidro
adere à pele da pedra; se algum
vento vier.

Afere-lhe o esplendor; martela,
fere: um som de ferro
no exterior; por dentro
outra textura mais espessa. Poisa
como um verniz depois o ar
suave a sua
laca no esmalte fracturado.

E levanta-se então.
Minuciosamente. Ergueu-se
o halo
das colinas; a lenta beleza
levitada em cada grão
de pedra. Irradiando as lanças
que o brilho do vento
restituiu à luz, no aro
mais espesso do ar.

Rodar a chave do poema
e fecharmo-nos no seu fulgor
por sobre o vale glaciar. Reler
o frio recordado.


Carlos de Oliveira
( in Trabalho Poético)



Regresso à Encosta do Mar, como quem volta a um lugar onde foi feliz...
Obrigada a todos os que esperaram por mim .

6 Comments:

Anonymous iris_esfenoidal said...

e cá estamos!...

bom e feliz regresso

isabel :)

2:48 da manhã  
Blogger JotaCêEsse said...

que bom ter voltado!

10:27 da manhã  
Blogger Baby said...

Que bom ter-te de volta e fizeste-o com um poema esplêndido e uma imagem esplendorosa, que o retrata na perfeição.

Abraço-te, minha amiga.

7:32 da tarde  
Blogger © Maria Manuel said...

bom teres regressado, e com este fantático poema de Carlos de Oliveira!

beijo e abraço grande, amiga.

9:34 da manhã  
Blogger Baby said...

Obrigada, Ana, por teres partilhado o meu blog e o poema do Eugénio na tua página do facebook, foi uma honra.
Quis lá ir, mas como ANA, não te encontrei, podes dar-me o endereço?
Um feliz fim de semana.
Um beijo de carinho.

10:41 da manhã  
Blogger tulipa said...

AMIGA
direi eu:
como quem regressa a um lugar onde ainda vai ser muito Feliz!
Confia Amiga.
Nas minhas orações peço que isso aconteça, para ti e para mim.

Gostei de ver que regressaste.

Obrigado pela partilha desse poema!

Tenho andado afastada da net, foram uns dias sem net e depois mais 13 de férias, ausente de Portugal.

Já estou de regresso...
fiz o 1º post sobre a minha viagem, se tiveres paciência para ler, estás convidada.
Gostaria que fosses acompanhando a minha aventura.

é assim...eu sozinha pelo Mundo, com esta idade não é muito aconselhável...
Mas, na falta de companhia, vou fazendo o meu melhor.

Continuo a procurar as agências de viagem porque fico um pouco mais orientada, (só um pouco...)
no entanto,
eu também me oriento sozinha como consta no meu relato do 1º dia de férias sozinha em Miami.

Tenho que ser desenrascada,
com o meu fraco inglês lá vou indo pelo Mundo e nunca me atrapalhei, felizmente.

Quando faz frio em férias é desagradável, mas antes prefiro frio do que chuva, com frio agasalho-me mais um pouco e vou passear; já com chuva...não dá para ver nada!!!

Um beijinho da Tulipa

2:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home