sexta-feira, julho 22, 2005

Trago dentro de mim um mar imenso


Foto de Miguel Costa aqui


trago dentro de mim um mar imenso
feito de vagas tristes
e sonhos vagos

o horizonte é uma manhã
que eu quis minha para ser eu

e para porto de abrigo escolhi uma tarde
que soubesse chorar a morte do sol


José Rui Teixeira

7 Comments:

Blogger Vênus said...

"Trago dentro de mim
um mar imenso"
Diz-me tanto este poema..tanto!
Belos...poema e imagem!
Beijoss!

4:18 da manhã  
Blogger secret said...

Se queres falar de Amor -> Segue-me ->

9:24 da manhã  
Blogger Dilbert said...

Oi Ana :)
Que lindo bonita foto... e o poema... lindo... começa magestoso e punjante e termina intinista e recolhido...
Estou a ficar influenciado por ti... há muita beleza na tristeza e na saudade...
Mas ainda acho que a maior vantagem que tiramos da tristeza e saudade é valorizar muito mais os momentos que, aqui e ali, vivemos de alegria e convívio...
Bom dia, beijokas e até já...

11:33 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
E o mar é tão grande...
Um beijo
Daniel

2:50 da tarde  
Blogger sotavento said...

Atravessar essas ondas, que maravilha!... :)

3:37 da tarde  
Blogger AS said...

Tens um mar dentro de ti.. e nesse mar cabem todos os sonhos, todas as fantasias, todos os desejos!...

Um beijo e bom fim de semana

9:01 da tarde  
Blogger TMara said...

um poema, um sentir k toods sentimos, pelo menos uma vez na vida. Soube bem. Bjs e ,) para o f.s

12:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home