sábado, julho 16, 2005

Mar


Foto de autor desconhecido



Não te espantes com máquinas,
com invenções de última hora.
Inacreditável é a quantidade de elementos
que ainda não obedecem aos homens.


Gonçalo M. Tavares

7 Comments:

Blogger Dilbert said...

É sim senhor... e o mar não estou a ver que alguma vez venha a obedecer ao Homem...
Beijokas, bom dia e até já...

11:57 da manhã  
Blogger AS said...

Sempre indomável, sempre fascinante, sempre cúmplice, sempre amante!... O Mar!...

Um beijo

2:31 da tarde  
Blogger Vênus said...

Inspiração e fascínio!
Belíssima imagem e poema!
Beijos! :)

3:54 da tarde  
Blogger Heloisa B.P said...

QUE LINDO MAR!!!!!!!!!!
Ia deixar-LHE esta mensagem de resposta la' no Conversando... mas, nao sei porque, os comentarios nao estao funcionando!
deixo AQUI com meu CARINHO E CORACAO SAUDOSO!
....................
:happy: OBRIGADA AMIGA!!!!!!!
E... A SUA AMIZADE*, UM ESTIMULO PARA MIM!!!!!!!!!!
*O POEMA DO MARCO*, E' DE FACTO, MUITO BELO!
Beijinho.
Heloisa. :impressed
PS: se tiver oportunidade, va' ao outro "Conversando"!
BEIJINHO!
Heloisa.
********************

8:35 da tarde  
Blogger sotavento said...

Felizmente!... :)

1:11 da tarde  
Blogger Orfeu said...

Que bom ainda existir liberdade para além de nós, o que torna essa pureza...divina para o ser humano. Muito bonito.Beijos.

6:28 da tarde  
Blogger Duarte said...

E são esses elementos inexpugnáveis que nos deliciam. Entre eles destaca-se o mar ;)
Beijos

9:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home