sábado, dezembro 03, 2005

Poesia


Marc Chagall



Tu ensinaste-me as palavras simples
as palavras belas
as palavras justas
E fizeste com que eu já não saiba
falar de outra maneira.
O amor substitui
o Sol - que tudo ilumina.
Sonhar contigo é quase como
saber que existo para além de mim.

(...)

Porque será
que quanto mais repartimos
o coração
maior e mais nosso ele fica?


Raul de Carvalho

16 Comments:

Blogger Heloisa B.P said...

ADORO *Marc Chagall*, como ja' se deve ter apercebido! E...Adoro-A a SI*_SUA GENEROSA AMIZADE_, como nao se parecebeu porque o sabe , de saber CERTO!!!
Beijinho.
Consegui vir dar UM PASSEIO!!!!!!!
_OBRIGADA!!!!!
Sua, grata amiga,
Heloisa.
************

7:13 da tarde  
Blogger Achador said...

AS palavras...imagens escritas de um som que encontramos na tinta desfiada pelo pincel...

parabéns pelo teu blog

7:16 da tarde  
Blogger Su said...

as palavras...a partilha...
gostei de ler
jocas maradas

9:20 da tarde  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

"Tu ensinaste-me as palavras simples
as palavras belas
as palavras justas
E fizeste com que eu já não saiba
falar de outra maneira..."

Um Poeta é que o sabe, por isso o escreveu Raul de Carvalho.
Uma postagem de bom gosto reforçado pela escolha deste quadro. Beijinhos.

9:37 da tarde  
Blogger Kalinka said...

ANA, minha Amiga
Está tudo tão lindo.
Marc Chagal faz parte de um grupo de pintores distintos que admiro.
A poesia também ela é bela.

...«Porque será
que quanto mais repartimos
o coração maior e mais nosso ele fica?...»
É lindo, mas comigo isso não acontece!!! Quanto mais reparto o meu coração, mais as pessoas fogem de mim, porque será?

Com tristeza peço-te desculpa de não mais ter vindo aqui à Encosta, mas se vires, tb não tenho ido a muitos outros, se consigo tempo para «postar» no meu, já não tenho tempo para correr pelos outros todos...além de outras coisas que faço e raramente alguém faz, que é RESPONDER a todos que comentam no meu blog...
Beijokas e bom fim de semana.

2:13 da manhã  
Blogger jacky said...

:) Muito bom gosto como sempre, Ana!

3:34 da manhã  
Blogger Eremita Baptista said...

assumo o meu desconhecimento como assumo que está bonito...ao partilharmos o coração ele fica mais perto de nós...porque ao darmos recebemos...

10:50 da manhã  
Blogger AS said...

"Sonhar contigo é quase como
saber que existo para além de mim."

São assim os sonhos!...Ir sempre além dos limites da nossa existência...

Uma belissima tela a combinar na perfeição com o poema...

Beijos

2:42 da tarde  
Blogger romero said...

El poder de las palabras radica en quien sabe usarlas, como el poeta :)
besitos y buena semana :))

3:35 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
É um dos milagres do amor, multiplicar-se e assim não deixar de poder ser repartido.
Um beijo (adivinhaste ;))
Daniel

5:37 da tarde  
Blogger Cristina said...

Muito lindo Ana, como sempre
:)
beijinhu

7:06 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

Ana, impossível sair da Encosta, cada vez mais envolvente, com poemas fantásticos. Esta semana, em minha cidade(Porto Alegre) Madredeus estará se apresentando. Cada vez mais sinto-me próximo daqui. Beijos.

8:18 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Ana obrigada pelo simpático comentário colocado no meu sítio.
e parabéns pelo teu blog é de se ler e re ler.

jinhos

2:55 da tarde  
Blogger mauroPaz said...

Complicado é aprender a dividir.

Abraço,

4:02 da tarde  
Blogger TMara said...

k bem k me soube revisitar aqui Raul de Carvalho. Poeta (um dos poucos) de eleição desde a minha adolescência...bjocas e boa semana

5:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sitio muito delicado, um deleite para a alma. Parabéns.

2:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home