quinta-feira, dezembro 08, 2005

Salto em altura


Bibliothéque en feu (Vieira da Silva)


Sente-se a variação
na atmosfera do quarto; uma corrente
de ar? com a porta,
as janelas fechadas?
o sopro vem talvez da estante:
poemas, dicionários;
como se a biblioteca desprendesse
substâncias voláteis; ou
que tentam voar; o frémito ,
o pressentimento, acorda
os móveis fascinados; pouco a pouco,
no aro do abat-jour,
onde a diferença é mais sensível,
condensa-se o rumor das primeiras
palavras: afinal, são elas,
e logo que os seus voos,
anteriores à escrita, as precipitam
no papel, começa-se a escrever.


Carlos de Oliveira

13 Comments:

Blogger Anakin said...

O espectro das palavras a negro no papel.
Beijo

11:49 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Minha Amiga,
desta vez só perdi o teu post de dia 6, cá estou já na madrugada de dia 9 a comentar este lindo post teu.
A minha mudança de trablho originou outras mudanças nos meus hábitos diários, tal como vir para a net todos os dias, estou em falha com todos, mas hoje não podia deixar de te vir fazer uma visita. Pensava eu, que ia ficar mais perto de casa e com mais tempo disponível, só que não é bem como eu pensei.
Sobre a tua poesia...
o sopro vem talvez da estante:
poemas, dicionários;
o frémito, o pressentimento, acorda
os móveis fascinados; QUEM FICOU FASCINADA FUI EU...adorei!
Se há um lugar onde eu gostaria de me esconder é numa biblioteca, ali ficaria horas e horas divagando com as leituras, ninguém me poderia encontrar. Beijokas.

1:11 da manhã  
Blogger TMara said...

alucinaçãi.delírio.espaço e solidão. voragemda palavra k se solta. selvagem.
bom f.s
B
j
o
c
a
s
de luz e paz

5:32 da tarde  
Blogger lique said...

Uma fantástica simbiose da pintura de Vieira da Silva com o poema de Carlos de Oliveira. No clima de uma sala cheia de livros há algo de extremamente subtil. Talvez, de facto, a magia das palavras presas nos livros. Até que se libertam...
Beijinhos

10:00 da tarde  
Blogger hfm said...

Bela junção de 2 p - poeta/pintor.

10:07 da manhã  
Blogger Eremita Baptista said...

bom poema...bjs

11:31 da manhã  
Blogger João Ferreira Dias said...

amigo/a: alguém me roubou o blog terei de criar outro convento.

contactem-me no jbaptistafdias@hotmail.com
por favor.


eremita baptista

2:49 da tarde  
Blogger Heloisa B.P said...

*VIEIRA DA SILVA*,
AMIGUINHA,
OBRIGADA!!!!!!!
Beijinho.
************
Heloisa.

7:55 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Libertas as palavras que há em ti...
Um beijo
Daniel

12:47 da manhã  
Blogger sotavento said...

Já cá não vinha, há um tempo, ainda bem que voltei!... :)

12:31 da tarde  
Blogger AS said...

O incomparável fascínio dos livros, desse ambiente carregado de misticismo que emana duma biblioteca, num poeme belissimo de Carlos de Oliveira...


Beijos

5:39 da tarde  
Blogger Orfeu said...

Começa-se a escrever, a sonhar, a sorrir, a chorar...O poder das palavras...
Um beijo

9:24 da tarde  
Blogger Carol said...

Ta massa... eu tb tenho blogspot.. Beijo...

5:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home