sábado, março 24, 2007

A pedra



San Giorgio Maggiore by twilight (Claude Monet)

.

há linhas de fogo

atravessando a tela,

serão somente brilho

ou luz que secciona

a noite e as formas -

mas a tinta arde,

mantendo nos olhos

a essência da pedra

que a névoa protege

do vento e da cegueira.

.

Ruy Ventura

.

Poema inspirado na pintura de Monet, retirado daqui

.

10 Comments:

Blogger A.S. said...

Este comentário foi removido pelo autor.

5:35 da tarde  
Blogger A.S. said...

As pinturas de Monet, são verdadeiras linhas de fogo atravessando a tela!
Tal como a paixão, quando arde dentro do peito...


Um beijo para ti Ana.. e bom fim de semana!

5:41 da tarde  
Anonymous entre linhas said...

Monet é incomparável,traços de tinta que esvoaçam numa tela como um arco irís.

Bom fim de semana

Bjs Zita

10:09 da tarde  
Anonymous bomdiaisabel said...

Óscar-Claude Monet foi o mais célebre pintor impressionista e o termo impressionismo surgiu devido a um dos seus primeiros quadros "Impressão do pôr-do-sol".
Também fico impressionada com os poemas que escolhes e as telas que os acompanham.
Há linhas de fogo que atingem quem passa pelo teu canto.Um fogo tão bonito, tão ardente quanto a encosta por onde passo.
Beijinhos e bom fim de semana.

11:29 da tarde  
Blogger Amaral said...

Monet e o desejo de unidade na criação...
Há linhas de fogo que são as formas de chegar à essência...
Na pedra... a essência também lá está!...

11:21 da tarde  
Anonymous Márcia said...

o MOnet eu conhecia, o poema, não. Belo, Ana.
Um beijo do lado de cá do mesmo mar.

2:29 da tarde  
Blogger hfm said...

Belissimo poema e quadro. Um abraco e ate breve.

4:15 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
E assim se irmanam as artes, potenciando-se na beleza.
Um beijo
Daniel

6:57 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

Ana, um belo post, com a poesia densa e sensível acompanhada de Monet, que sempre me toca fundo. Lindo. Beijo.

2:32 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Lindissimos Ana!
Do fogo que brotaram dos pincéis de Claude Monet ao poema. Parabéns!!!

beijos

11:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home