quarta-feira, março 21, 2007

Árvore

Almond blossom (Van Gogh)



Exasperava-se à míngua de frutos.
As abelhas, porém, enamoravam-se pelo perfume das suas flores.



Mário Rui de Oliveira



Será coincidência que a Poesia se festeje no mesmo dia em que começa a Primavera?

.

12 Comments:

Blogger Belzebu said...

Não, não acho que seja coincidência, aliás penso mesmo, que faz todo o sentido!

Saudações infernais!

3:28 da tarde  
Anonymous Jo said...

Eu fui ao jardim Celeste,
giroflé, giroflá,
eu fui ao jardim Celeste,
giroflé, flé, flá.

- O que foste lá fazer?
giroflé, giroflá,
O que foste lá fazer?
giroflé, flé, flá.

- Fui lá buscar uma rosa,
giroflé, giroflá,
Fui lá buscar uma rosa,
giroflé, flé, flá.

- Para quem é essa rosa,
giroflé, giroflá,
Para quem é essa rosa,
giroflé, flé, flá.

- É para a menina Ana,
giroflé, giroflá,
É para a menina Ana,
giroflé, flé, flá.


Versos populares tão cantados pela "canalhada" do meu tempo...

Hoje está a apetecer-me escrever nesta encosta tão soalheira e florida.

Será do cheiro da Primavera?
Será porque HOJE, a nível planetário, há igualdade? Igualdade da duração do dia e da noite... Viva o Equinócio!

O poeta brasileiro Luiz Carlos Amorim escreveu:

"PRIMAVERA

A primavera chegou...
O mundo vestiu-se de flores,
A vida enfeitou-se de cores,
A gente encheu-se de amores...

É primavera!
A vida sorrindo,
Música ao vento,
Poesia no ar.
É primavera!"

O grande Alberto Caeiro também a cantou em verso:

"Já chegou a Primavera
vestida de alegre cor
tão verde, da cor da hera
traz uma esperança de amor.

A Primavera chegou!
Traz a cor do céu azul.
O Sol ameno levou
a tristeza para o Sul.

Quando chega a Primavera
fica mais belo o jardim.
Tão colorido. Oh! Quem dera
a Primavera sem fim.

Vou sentir na Primavera
aquele amor verdadeiro.
O amor que sempre espera
ser um dia, o derradeiro."

Que bom... que bonitos e singelos poemas...

Mas quanto à tua questão, Ana, não vejo correlacção entre a instituição do Dia da Poesia, com a chegada da Primavera... Hoje também se celebra, pela ONU, o Dia Internacional de Luta Contra a Descriminação Racial... O Dia Mundial da Floresta e Dia da Árvore...

Para mim qualquer DIA comemorado é sinal da necessidade de se chamar a atenção para algo que não está bem... para algo que, de qualquer forma, é menosprezado...

Mas felizmente há poesia ( e quiçá luar), felizmente que nesta data se festeja o nascimento de dois homens que, já não estando entre nós, foram grandes no desempenho da sua profissão - Johann Sebastian Bach e Ayrton Senna.

Felizmente Tu existes, Ana!

Felizmente eu estou viva e bem disposta, para estar aqui a escrever estas "babozeiras" todas...

Um beijo m(Ana),
Jo

7:02 da tarde  
Blogger Maria said...

Perdi-me no comentário da Jo. Ia esquecendo o teu post...

Não creio que seja coincidência, é apenas a necessidade de assinalar Um Dia para a Poesia, que deveria ser Todos os Dias para a Poesia...

Um beijo

8:16 da tarde  
Blogger Cristina said...

Acho que não Ana, afinal primavera cheira a poesia
:)
Uma boa primavera para ti
:)
beijinhu

10:00 da tarde  
Anonymous bomdiaisabel said...

passei para deixar um beijo na encosta. Voltarei de manhã para te comentar.
Boa noite , amiga.

12:15 da manhã  
Blogger MARIA VALADAS said...

Ana:

Acho que não é coincidência...terem escolhido este dia!

Geralmente os poetas falam muito do amor...e amor...é renovação..e renovação é primavera!

Obrigada pela tua visita minha querida!

Beijo da

Maria

2:05 da manhã  
Blogger bom dia isabel said...

Minha querida Ana!

A Primavera é poesia.Há lá coisa mais poética do que ver a natureza a engalanar-se para que tudo se renove.Primavera é vida e vida é poesia.
Deixo-te um poema de Miguel Torga:

ANUNCIAÇÃO



Surdo murmúrio do rio,

a deslizar, pausado, na planura.

Mensageiro moroso

dum recado comprido,

di-lo sem pressa ao alarmado ouvido

dos salgueirais:

a neve derreteu

nos píncaros da serra;

o gado berra

dentro dos currais,

a lembrar aos zagais

o fim do cativeiro;

anda no ar um perfumado cheiro

a terra revolvida;

o vento emudeceu;

o sol desceu;

a primavera vai chegar, florida.



Miguel Torga



... com muitos beijinhos nesta encosta bafejada pela maresia.

3:54 da tarde  
Blogger A.S. said...

Como a magnólia, vertes o perfume
das tuas ancas sobre o pinheiral.
E na Encosta há um novo lume
casto, ardente e sensual!...


Um terno beijo...

8:39 da tarde  
Blogger Entre linhas... said...

Talves exista uma sinonomia entre a Poesia e a Primavera,ambas são frescas,perfumadas e relaxantes.

Beijinhos Zita

10:28 da tarde  
Anonymous ediney santana said...

uma bela imagem na razão louca de um belo poema

12:39 da tarde  
Blogger Amaral said...

Curioso, não é?
Poesia e Primavera! Dois "pês" em ponto grande, para duas palavras ansiosamente esperadas...

7:30 da tarde  
Blogger Saramar said...

Com lincença, vou entrando e estou por aqui, há algum tempo encantada com tanta poesia.
Coincidentemente, ontem estive namorando essa tela e imaginando primaveras, sonhos e azuis impossíveis como esse. E hoje, deparo-me com esse poema complementando a beleza da p intura.
É lindo tudo por aqui.

Beijos

1:38 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home