sábado, maio 23, 2009

O mar atinge-nos



Auto-retrato


O meu caminho é um barco sem memória.
O meu destino é o que o vento quer.
Há um rumor de velas
que o próprio mar devora.
O meu caminho é onde o mar estiver.



Maria Azenha
( no belíssimo cd - O Mar Atinge-nos - entre o rumor das palavras e os sons da guitarra)

.........................................................
Vou estar ausente durante alguns dias. Voltarei com o olhar cheio de coisas belas.
Obrigada pela vossa presença aqui na minha encosta.
Até breve.
.

16 Comments:

Blogger Maria said...

Não posso estar... tentarei arranjar o livro depois.

Um beijo, Ana

4:07 da manhã  
Blogger Isamar said...

Um livro que irei adquirir tão breve quanto possível.Gosto muito da poesia de Maria Azenha.

Bem-hajas!

Beijinhos

10:58 da manhã  
Blogger lupussignatus said...

azenha

do

mar


[poemas e música
para
os sentidos]

6:51 da tarde  
Blogger Lídia Borges said...

Muito bonito!

"O mar atinge-nos"

Sem dúvida...

Um beijo

7:08 da tarde  
Blogger tulipa said...

PARTO
COM UM SORRISO
NOS LÁBIOS
E AMIZADE NO CORAÇÃO.
SABE BEM
SENTIR OS VOSSOS ABRAÇOS.
MUITO OBRIGADO A TODOS
VENHAM MAIS...
PRECISO MUITO DE SER ABRAÇADA.

Parto só, novamente.
Com uma pequena mala
recheada de sonhos
que cabem na palma de uma mão.

Amanhã é dia de PARTIR,
Despedidas!
NÃO...
Momento de Alegria!
SIM, vou fazer por isso...
Parto com uma certeza:
Dois braços abertos que me esperam
noutra parte qualquer.

Beijinhos

10:49 da tarde  
Blogger A.S. said...

Ana...

A Maria Azenha delicia-nos com as suas palavras!...
Que bom foi teres partilhado o seu talento!


Ternos beijos...

5:12 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Quero ser barco que foge ao farol
Quero que o vento dance nos brandais
Quero ser viagem de rumo incerto
Quero ser a descoberta na procura do mais

Da próxima vez
Quero ser estrela-do-mar
Um golfinho de chapéu de coco
Um búzio com o som do chamar


Uma boa semana


Mágico beijo

2:51 da tarde  
Blogger Ed. G said...

Olá querida Ana,

São bonitas e suaves as palavras de "Maria Azenha", dão um sentimento relaxante.
Espero que não te ausentes por muito tempo, vou sentir a tua falta.

Bjs, Edg

4:30 da tarde  
Blogger Baby said...

Lindo poema, como gostaria de estar em Lisboa para o lançamento do CD!
Maria Azenha tem uma sensibilidade que nos toca profundamente.

Um beijo.

5:32 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
estas palavras,
podem ser tuas
,
Vou partir
Levo comigo
as lembranças
de cada momento,
mas deixo o meu sentir
no coração de todos vós,
ao abrigo, do meu retorno,
,
Conchinhas de um voltar feliz,
,
*

11:03 da manhã  
Blogger delusions said...

Boa ausência.


Cá te esperamos.



*
Sofia

4:33 da tarde  
Blogger Porcelain Doll said...

Parece um magnífico caminho... esse onde o mar estiver.... :) Que o teu caminho seja belo assim...

Beijinhos!

9:37 da tarde  
Blogger maria m. said...

belas as palavras da poetisa!

beijo, Ana.

9:42 da manhã  
Blogger A.S. said...

Volta depressa Ana!
A Encosta vai sentir saudades... e eu também!...

Beijos

2:44 da tarde  
Blogger ~pi said...

se há destino será essse,

[ o que

o vento

quer,





~

11:22 da tarde  
Blogger ADiniz said...

No planeta
Quase tudo é água.
Ah...
Se a água tem mar
Sinto-me feliz,
Estas perto de mim
Perto de quem desejar
Ouvir-te.

Então ira aproveitar
As ondas do mar para
Voar, pássaro solto.
Boa viagem
Bjs.

5:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home