quarta-feira, dezembro 09, 2009

Faz-se tarde

Foto de Andreiuc88 aqui



faz-se tarde
e eu deixei de esperar-te

todos os portos se fecham sobre mim
e a floresta adensa-se

nenhuma clareira se abre à passagem dos
animais e do homem antigo

são 4 horas na manhã de todos os relógios.






José Agostinho Baptista
(in Deste Lado Onde)



.

11 Comments:

Blogger Isamar said...

"todos os portos se fecham sobre mim e a floresta adensa-se"

Quem espera desespera e não é de estranhar que assim seja quando todos os portos se fecham e a floresta adensa.

Bem-hajas!

Beijinhos

10:50 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
quatro da manhã,
não tarda o nascer do dia
e o amanhecer pode ser diferente,
eu . . . confio !
,
brisas serenas, deixo,
,
*

3:34 da tarde  
Blogger Maria said...

São apenas duas horas, e ontem não consegui comentar-te.
Este poema é tão belo que me arrepia. Acho que vou ali à estante buscar o livro para o reler...

Um beijo

2:09 da manhã  
Blogger lupussignatus said...

a con/cisão

dos

ciprestes




*beijo*

9:33 da manhã  
Blogger . intemporal . said...

.

. 100 palavras que re.digam: .

. sublime e bel.íssimo .

. entre.horas tantas .

. beijos mil .



. paulo .

.

12:39 da tarde  
Blogger maria manuel said...

um poema inquietante de belo, tão belo!

beijos, Ana.

12:44 da tarde  
Blogger A.S. said...

Querida Ana...

Perante a imprevisibilidade da vida, a cronologia das horas é pura circunstância...
A filosofia dos conceitos, apenas assumem contornos relevantes à luz da poética das palavras, onde subsistem todas as utopias...


Um beijo Ana... e bom fim de semana!

AL

2:45 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
E, nas somcras crepusculares, desenha-se o rosto sonhado....
Um beijo
Daniel

4:25 da tarde  
Blogger João52 said...

um poema lindo que faz arrepiar quem lê...

Saudaçõe4s poéticas

3:22 da tarde  
Blogger Maria Costa said...

Existem poemas que são para se ler e reler, eis o caso.

Beijinhos.

5:15 da tarde  
Blogger Brancamar said...

Incrivelmente lindo!

Poesia da mais pura água...

Desejo-te boas festas, com muita saúde e amor.

Beijinhos

9:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home