quarta-feira, fevereiro 17, 2010

De amor ardem os bosques



Há lembranças que matam
há bosques onde os amados vivem para sempre

há um cutelo de água nas fontes
quando as palavras voam para muito longe

há a noite
e os cães que dormem em cordas de sono
em vogais de vento e abandono

há barcos que deslizam no horizonte
muito lentamente
e as estrelas descem por dentro dos mastros
na noite

há uma orquídea azul que se suicida
onde começa o teu nome




Do novo livro de Maria Azenha, que se encontra disponível apenas para pedidos através do endereço indicado no blog.
A ler, já !


.

11 Comments:

Blogger hfm said...

Belíssimo como são os poemas da Maria.

8:26 da tarde  
Blogger Maria said...

Não tenho nada da Maria Azenha. E gosto tanto do que ela escreve...
Obrigada, Ana!

Beijo.

10:23 da tarde  
Blogger Iris_Esfenoidal said...

Mais uma excelente escolha... com de ser não poderia deixar ;)

11:06 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

o silêncio não me afastou da Encosta...um período longo apenas em que ele está muito próximo de abandonar a morada que fez em mim. beijo, Ana, e feliz sempre por existir este lugar de palavra e sensibilidade.

11:47 da manhã  
Blogger A.S. said...

Querida Ana,

Um belissimo poema da Maria Azenha. Estou à espera do livro!

Beijos meus... e um fim de semana mais quentinho...:))

AL

4:38 da tarde  
Blogger tulipa said...

Amiga
Uma excelente escolha e obrigado pela partilha, pois não sabia...se não for divulgado, assim como o fazes, nada se sabe.

Num dos meus blogues, coloquei uma foto juntamente com um poema que escolho que tenha a ver com algo que a foto tenha, percebes?
Então esta foto é à entrada do "Hotel dos Templários" na bela cidade de Tomar.
Neste caso, pela perspectiva é à saída...vinha eu de máquina ao pescoço como sempre e vejo aquele ângulo, pareceu-me interessante e clic...já está!!!
Decidi que vou fazer esta
"rubrica" uma vez por semana e naquele blog "DeAbrilemdiante", bem como outra rubrica que vou dar início já a seguir com o tema
"Recantos de Hóteis".
É o meu objectivo para 2010, para também poder utilizar as centenas de fotos que tenho.

Hoje é dia de festa, de alegria e também de concretização de um sonho, o meu blog "Momentos Perfeitos" chegou ao nº 100 de "Seguidores", fico mesmo feliz, acredita.
Fiz um post alusivo a esse nº 100.
Sempre escrevi e também fotografo para divulgar ideias que vou tendo e como não posso chegar às pessoas como jornalista nem repórter, utilizo os meus 2 blogues para esse fim.

Bom fim de semana.
E um beijo para ti,
Tulipa

8:08 da tarde  
Blogger Carlos Machado Acabado said...

A julgar pelo exemplo que publicas, Ana, é, de facto, decididamente, um livro a explorar.
Tem soluções de linguagem poética muito bem conseguidas, sem dúvida!
Podes incluir mais exemplos?

Beijinho!

Carlos

9:42 da tarde  
Blogger Maripa said...

São muito belos os poemas de Maria Azenha.Atingem-me...

Obrigada pela partilha!

Beijinho,Ana.

11:27 da tarde  
Blogger ~pi said...

olho a bela orquídea

azul

sui ~ci dada

e é bela

[ bela no calor res

friada






beijo





~

12:19 da tarde  
Blogger Baby said...

"há uma orquídea azul" dentro de ti, que te confere essa sensibilidade rara...parabéns Ana, pelas sempre exelentes escolhas.
Beijinhos.

2:48 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
Maria Azenha, sempre,
,
brisas serenas,
,
*

10:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home