domingo, dezembro 11, 2011

Ao relento

Foto de Christopher Stancsyk

Para encherem a noite, os grilos não precisam mais que de uma lura. Mesmo no cativeiro continuam a  cantar...

Para o homem , momentos há  - e é doloroso reconhecê-lo - em que até o universo é uma prisão.


Jorge Sousa Braga
(in O Poeta Nu)

5 Comments:

Blogger Aníbal Raposo said...

É verdade.
Beijo

8:07 da tarde  
Blogger hfm said...

Tão simplesmente belo!

12:00 da tarde  
Blogger BlueShell said...

Dá para a gente ficar a pensar nisso...mas ...realmente...

Um beijo terno.
BShell (dorida...lombalgia-um inferno!!!)

1:21 da tarde  
Blogger Baby said...

Daí a eterna insatisfação do homem...
Beijos.

11:51 da manhã  
Blogger iris_esfenoidal said...

ao menos o homem tem a poesia, a música por onde escapar.

isabel (iris_esf)

12:33 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home