domingo, junho 26, 2005

Louvor e glosa de Salvatore Adamo


Foto de Miguel Costa aqui


Esquecerei primeiro a tua infância
tal como a tenteariam os meus dedos
nos teus dedos febris (depois da seda
dos teus dedos nos dedos da manhã)

e em cada rio o rio que se levanta
da solidão da terra à tua estrela
desmedindo em silêncio o seu segredo
na solidão do meu amor andante

Esquecerei a casa o nome e a data
(ou que a morte se vai se é ida a vida)
para esquecer por fim que me esqueci

na noite que partindo para chorar-te
(de tão sem fundo intacta) me deixavas
quando o sol se apagava atrás de ti



Miguel Serras Pereira

7 Comments:

Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Grandes escolhas...
Um beijo
Daniel

2:36 da manhã  
Blogger AS said...

Ana, um belo poema!... adoro sonetos!

Um beijo

9:25 da manhã  
Blogger bin_tex said...

Olá Ana!

Olha começaram as votações lá em casa. Aparece,

Bjs

Bin

12:13 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Estás convidada...

12:57 da manhã  
Blogger TMara said...

Bjs e ;)

10:10 da manhã  
Anonymous zezinho said...

Já te disse Ana que as nossas escolhas nos definem. E eu sei-te alguém especial.
Um beijo amiga!

7:41 da tarde  
Blogger Heloisa B.P said...

"Esquecerei a casa o nome e a data
(ou que a morte se vai se é ida a vida)
para esquecer por fim que me esqueci

na noite que partindo para chorar-te
(de tão sem fundo intacta) me deixavas
quando o sol se apagava atrás de ti"
.................................
E... que deva eu dizer!??...
_DIGO, como diz o *ZEZINHO*: "as escolhas nos definem"1 E... as Suas Escolhas, sao como minha Linda ANA*_ESPECIAIS_!!!!!!!!!!
_Meu Beijo!
_MEU OBRIGADA!!!!!!!!!!!!!!!
Sua, Heloisa.
****************************PS: A IMAGEM, SOBERBA, tambem (para variar!!...)!!!!!!!!
**************************

10:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home