quinta-feira, outubro 18, 2007

Subúrbio

Nos subúrbios de Inhambane...








Onde há casas menores com portas abertas
por sobre os espaços que a luz orna
entre as palmeiras
e vultos que amanhecem envoltos
em lençóis que a noite suja escorreu
a manhã pousa
nos pulsos das mulheres que se elevam com ela
e meninos negros alteiam-se
no flanco das mães
de olhos que a esperança já estria
Os comerciantes assoam-se
de varanda para varanda
retribuem devagar a amizade
Que os meninos trazem para fora
das tarefas diárias
as luas carcomidas no sítio das fogueiras
enfiadas murmuramente em seus colares.



Sebastião Alba
(in O Ritmo do Presságio)


Dinis Albano Carneiro Gonçalves nasceu em Braga em 1940, e aí faleceu em 2001. Viveu largos anos em Moçambique, onde publicou "O Ritmo do Presságio" e " A Noite Dividida".

10 Comments:

Blogger Sophiamar said...

Trazes-nos poetas que têm no corpo a alma da terra africana. E os seus poemas são pedaços desse sentir, desses sons, desse aroma que, segundo dizem, quem os toma, jamais os esquece.

Beijinhos mil para a encosta da doce Ana.

6:30 da manhã  
Blogger maria m. said...

Este comentário foi removido pelo autor.

8:40 da manhã  
Blogger maria m. said...

Sebastião Alba consegue escrever com tal poeticidade e beleza sobre uma realidade social, não deixando de estar atento aos problemas da mesma («casas menores», «que a noite suja/ escorreu», «a esperança já estria».

8:41 da manhã  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
entre as palmeiras
*

10:18 da tarde  
Blogger Maria said...

Vejo as fotos e leio-te....
.... e fico com uma enorme vontade de marcar viagem.....
Eu aviso, quando for...

Beijos

3:18 da manhã  
Blogger DE-PROPOSITO said...

Ao ler este poema, podemos imaginar que estamos olhando um quadro.
Felicidades.
Manuel

1:58 da tarde  
Blogger Borboletta said...

Oi,
:)

Belissimo teu espaço!

Com coisas preciosas.

Bom fim-de-semana :)

abraços...

1:36 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Continuas a espalhar Moçambique por aqui... sensações que todos gostaríamos de sentir ao vivo.
Um beijo
Daniel

4:48 da tarde  
Blogger Carminda Pinho said...

Ana,
Venho retribuir o beijo que deixou para mim, na Sophiamar.
Muito Obrigada!
Agora que conheço o seu sítio, vou voltar.
Beijinhos

1:05 da manhã  
Blogger Borboletta said...

Ana,

Vim agradecer a visita
Deixo-te um doce abraço

(a)braços :)

6:28 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home