terça-feira, março 31, 2009

Dia após dia


Foto de Dulce B. , encontrada em Olhares .


Dia após dia, a glória da primavera rivaliza com a glória do sol.
As estradas que serpenteiam até à cidade na colina cheiram a flores de amendoeira.
Quanto tempo até que os fios do coração, livre de cuidados,
Flutuem, como a alfazema, por longa distância.



Li Shang-Yin
(in Chuva na Primavera e Outros Poemas)
Tradução de José Alberto Oliveira


.

15 Comments:

Blogger Maria said...

A beleza neste post!
Foto e palavras. Obrigada!

Beijinho, Ana

1:45 da manhã  
Blogger Isamar said...

A Primavera, o matizado das flores nos campos verdejantes e o sol são três amigos que nos ajudam a ver os dias com a esperança que nos vai faltando.
Belo poema !

Bem-hajas, amiga!

Mil beijinhos

6:16 da manhã  
Blogger Amaral said...

O sol da primavera tem o aroma que purifica o coração...
Ao longo da estrada, caminha o tempo que a distância ajuda em cada passo. A cidade está perto porque o seu cheiro anima o caminho, florido de alegrias...

10:45 da manhã  
Blogger hfm said...

Que beleza!

2:25 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

os ciclos da vida: primavera ao norte, outono ao sul, onde vivo. belíssimo. beijo, Ana.

3:00 da tarde  
Blogger Pico minha ilha said...

A beleza e suavidade da Primavera que os corações não tem .Beijinhos Ana

8:04 da tarde  
Blogger A.S. said...

Querida Ana,

Nas asas do que me dizes,
desenha-se a Primavera.

Aí semeio um segredo,
o prazer de uma viagem...


Ternos beijos...

8:36 da tarde  
Blogger Maripa said...

A glória da primavera ajuda a dar cor aos dias...

Belos, a foto e o poema, parece que ambos flutuam...

Beijinho, Ana.

9:45 da tarde  
Blogger Lmatta said...

linda foto
belo poema
beijos

11:34 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

É muito esbelto este poema!

Boa escolha.

Beijoca.

2:06 da manhã  
Blogger ADiniz said...

Bom lindo Dia!

Existem palavras que possuem uma força tamanha que rapidamente nos direciona para os nossos sentidos.
Como falar de sol rivitalizador,pronto todas as sensações começam a se manifestar, logo sentimos cheiro da Alfazema, sabor das amendoas, cor das flores até que um sutil movimento interno faz com que a face ponha-se a um sorrir tranquilo.

Adorei.

5:50 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
Sol
glorificada fogueira
na distancia de um olhar,
,
Serenas conchinhas
,
*

6:20 da tarde  
Blogger tecas said...

Excelente poema. A luz da Primavera
em verdejante paisagem de palavras.
Cheguei aqui pela Amita...e gostei.
Parabéns

12:20 da manhã  
Blogger maria m. said...

é um perfume este poema, tão primaveril, tão campestre...

beijo, Ana

10:39 da manhã  
Blogger Maria Costa said...

Delicadamente perfumado.

Obrigada.

9:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home