terça-feira, março 03, 2009

Por amor



Só ficará de ti o que fizeste
por amor.
O resto não valeu:
foi apenas poeira que se ergueu
em teu redor
e o vento varreu.

Só ficará de ti o que escreveste
com paixão.
O resto não contou:
foi tão-só uma sombra que passou,
pura ilusão,
e nem rasto deixou.



Torquato da Luz



Parabéns, Torquato, pelo lançamento de mais um livro escrito com paixão. A Encosta do Mar segue o rasto que a poesia vai deixando e que o vento não varrerá.

.

15 Comments:

Blogger Maria said...

É verdade, Ana. O vento pode varrer a poeira, jamais varrerá a poesia...
Obrigada!

Beijinho

1:20 da manhã  
Blogger ~pi said...

o que fica

de tudo

é a essência

mais funda da carne

do abraço da alma

do estremecimento do

corpo-amado,




~

10:57 da manhã  
Blogger Amaral said...

Estou de acordo contigo!
A poesia nasce e desenvolve-se dentro de cada um de nós!
Vento algum poderá varrê-la de quem a sente...

11:55 da manhã  
Blogger Pico minha ilha said...

O vento pode varrer tudo mas poesia e aquilo que se deixa em livro nunca.Beijinho Ana

4:06 da tarde  
Blogger Isabel José António said...

Querida Amiga Ana,

Que bonita poesia. E verdadeira.

Só o que vale são as acções
Que são ditadas pelo coração
Só as profundas aspirações
Produzem no ser humano evolução


Parabéns.

Um grande abraço

José António

5:05 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Gostei muito de a ver no lançamento, Ana.
Um beijo grato.

5:20 da tarde  
Blogger Cata-Vento said...

Gosto muito da poesia do Torquato da Luz e lamento não ter podido ir ao lançamento do seu livro. Aguardo que, um dia, possa fazê-lo no Algarve, região de onde é natural, muito perto da sua Alcantarilha natal, na FNAC da Guia/ Albufeira.
De qualquer maneira irei pedir o livro porque o poder encantatório da sua poesia é irresistível. Linguagem simples,muito difícil de conseguir, que se degusta com o prazer de quem saboreia um acepipe.
Bem-hajas, amiga!

Mil beijinhos

6:29 da tarde  
Blogger ADiniz said...

Uaaau!
Que lindo poema,
"Por Amor"
e diria,
"Amor por compaixão"
por isso é
Da Luz.
Sou nova desse universo blogers mas gosto do que tenho visto.
Abraços calorosos do Sul do Brasil.

12:31 da tarde  
Blogger Fernando Rozano said...

que mostra bela e forte desse poema e, com certeza, que belo livro. sempre é motivo de alegria o lançamento de livro de poesia...maravilha. meu abraço ao autor e um beijo em ti, Ana, por tua sensibilidade.

6:01 da tarde  
Blogger Maripa said...

Belo poema!

"Só ficará de ti o que fizeste
por amor."

Bem-hajas,pela poesia que partilhas por amor.

Beijinho,Ana.

10:52 da tarde  
Blogger maria m. said...

fica a importância e a memória do amor vivido.

beijo, Ana.

9:34 da manhã  
Blogger Lmatta said...

lindo poema
bela foto
beijos

3:28 da tarde  
Blogger João52 said...

gostei do teu blog... vou comecar a seguir este blog....

da um pilinho no meu: http://as7pedrasdoamor.blogspot.com

6:00 da tarde  
Blogger A.S. said...

Mais um delicioso poema! Obrigado Ana. Passar na tua Encosta é sentir o vibrar das palavras que com tanto carinho partilhas connosco!


Um abraço!!!

6:59 da tarde  
Blogger poetaeusou . . . said...

*
ana
um dos melhores para mim.
,
Sei a linguagem dos teus olhos,
aves de poiso vacilante,
sem gavinhas galgando
o muro dos dias.
Tudo é incerto e veloz,
nada garante nada,
mas entretanto esses olhos
iluminam-me a casa.
,
in-torquato da luz
de : 2007 -----
,
conchinhas de bom gosto,
o teu,
,
*

12:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home