domingo, novembro 07, 2010

Poema do começo

Foto de Hamzeh Karbasi



Eu num camelo a atravessar o deserto
com um ombro franjado de túmulos numa mão muito aberta
Eu num barco a remos a atravessar a janela
da pirâmide com um copo esguio e azul coberto de escamas
Eu na praia e um vento de agulhas
com um Cavalo-Triângulo enterrado na areia
Eu na noite com um objecto estranho na algibeira
- trago-te Brilhantes- Estrela-Sem-Destino coberta de musgo


António Maria Lisboa





Na travessia do deserto que tenho feito, não tenho tido disponibilidade emocional para vir agradecer os vossos comentários. Faço-o agora, com carinho e amizade.
Espero poder recomeçar em breve a vir até aqui com mais regularidade.
Obrigada a todos.

.

10 Comments:

Blogger hfm said...

Aguardamos-te e sentimos a tua falta. Um beijo

5:51 da tarde  
Blogger Maria said...

Saudades de tu!!!!
(embora te sinta por aí...)
:)

Beijo.

8:44 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

que o deserto se faça mar ou céu ou campo aberto para as Estrelas

Beijo,
Isabel

10:26 da tarde  
Blogger ADiniz said...

Para que não sentíssemos só
o deserto fez-se em braços longos e dourados
em seu crepúsculo pra acalentar o coração.
Que o vento trace o caminho de seu regresso as palavras sempre por mim apreciadas .

Bjinhos em SolM a vc.

6:04 da tarde  
Blogger Tod(as) palavras said...

o deserto que me habita é o mesmo mar que me deixa nessa margem, e em cujas areias e águas meus braços ficam muito atrás do coração, que já chegou. beijo, Ana.

6:29 da tarde  
Blogger Equilibrium said...

Esta foto é linda demais! Fiquei sem palavras, mas com o coração reconfortado... Abraço e volte logo!

1:11 da manhã  
Blogger ADiniz said...

Tem chá verde com torta de limão e presente pra vc
Embrulhados com coração.
Bjinhos.

10:12 da tarde  
Blogger maria manuel said...

um «começo» de António Maria Lisboa pelos lugares em aberto de deserto e mar, com nuances de fantasia e sonho, como todos os começos talvez devessem ser.

asim desejo o teu (re) começo quando sentires em ti a necessidade de uma travessia outra. até lá, um beijo grande de carinho,
Maria Manuel

12:36 da manhã  
Blogger Baby said...

Minha querida Ana, fica com os "Brilhantes- que te oferece O António Maria Lisboa e que o seu brilho te mostre o caminho da tua vida e que ele seja luminoso como as estrelas.
Estamos à tua espera.
Beijo.

12:30 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Excelente escolha.

Este

está entre os que era muito bons.

Saudações péticas

9:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home